terça-feira, 23 de dezembro de 2008

“O Grito”


"Ó Senhor, meu Deus, em ti encontro segurança. Salva-me, livra-me de todos os que me perseguem." (Salmo 7.1)

Nestes tempos de insegurança, verdadeira proteção só pode ser encontrada em Deus. A maldade ronda a todos, sem distinção, inclusive aos fiéis servos de Cristo. A diferença está no jeito que um e outro enfrenta tais momentos difíceis, e por vezes, decisivos na vida.

Os que não têm Jesus vão enfrentar a insegurança e a maldade humana, lutando com suas próprias forças. Tentando de tudo para proteger-se e guardar seus tão preciosos bens materiais. Bens estes, que esquecem, desaparecerão. Tentam fazer tudo "num dia só", pois a vida é breve e a qualquer momento um bandido pode aparecer. Ou pode ser uma enfermidade. E eles temem não ter tempo pra fazer tudo que "precisam" fazer.

Já os que têm Jesus vão enfrentar insegurança e maldade também, mas de uma forma diferente: sabendo que Deus está ao seu lado e os protegerá. Sabendo que com as próprias forças não poderão jamais superar a maldade, mas que Deus estará sempre ali para proteger. E mesmo que lhes sobrevenha a morte, podem enfrentar aquele momento com brandura e mansidão, afinal, Jesus lhes garantiu a vida eterna ao morrer e ressuscitar.

Quem tem Deus no coração está mais seguro, mesmo em tempos tão violentos. Não anda sem caminho. Anda no caminho que leva à vida eterna: Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador da humanidade, que morreu na cruz para dar a vida eterna e que protege a todos que buscam seu auxílio. Com sempre fez. Amém.

Pai de amor! Tenho medo de sair às ruas. Tenho medo de não voltar em segurança para casa. Sei que a violência se multiplica e peço: envia teus santos anjos para me guardarem em todos os meus caminhos. Que eu possa sempre estar seguro diante da tua face. Por Jesus. Amém.