sábado, 27 de dezembro de 2008

A Pergunta

A PERGUNTA

"Ó Senhor Deus, por que ficas aí tão longe? Por que te escondes em tempos de aflição?" (Salmo 10.1)

EXISTE um poema muito conhecido, chamado "Pegadas na Areia". A autora (o poema foi escrito em 1964, pela canadense Margaret Fishback Powers) expressa o mesmo sentimento que aqui demonstra o Salmo 10.1. Parece que Deus está longe e que nos abandonou. Justamente nos momentos em que mais se precisava de apoio.

O Salmo faz a mesma pergunta que nos fazemos quando algo ruim nos pega de surpresa. Perguntamos: "por que, Senhor?" Ou: "onde está Deus que não me protege?". Isto é diferente de blasfemar. É a pergunta do fiel, que busca o Senhor, com fé e esperança e pergunta: "Por que, Senhor? O que o Senhor quer de mim neste momento de provação?" E Deus, freqüentemente mostra o que quer e onde ele estava quando pensávamos que estávamos sozinhos. Ele estava ali, bem ao lado. Agindo em silêncio, como a brisa suave numa manhã.

DEUS nem sempre age por tormentas e terremotos. Ele nem sempre age com grandes mudanças nas nossas vidas. Na maioria das vezes ele age silenciosamente, sem ser notado pela maioria. Apenas seus filhos vão perceber a ação do Pai. Pois ele age no nascer do Sol e na chuva que cai fecunda. Ele age na comida que nos alimenta e também com seus anjos a guardarem nossos caminhos. Quando estiver pensando que está só, lembre que Deus quase sempre age em silêncio. Confie! Busque alívio na Bíblia e saiba que o Pai nunca abandona os seus. Ele jamais fez isto e não vai começar justamente por você. Amém.

Meu amado Pai, quantas vezes me senti só e foi justamente quando encontrei a tua Palavra, encontrei conforto. Nunca me abandones. Envia teu Espírito Santo pra iluminar meu coração e minha razão, para eu compreender que teus filhos nunca serão abandonados. Amém.