sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

você, templo!

VOCÊ, TEMPLO!


"Ó Senhor Deus, quem tem o direito de morar no teu Templo? Quem pode viver no teu monte santo?" (Salmo 15.1)

Morar no Templo é viver na presença de Deus. Não literalmente morar dentro da igreja. Mas andar na presença de Deus, neste mundo e, mais ainda, de forma plena, na vida eterna. Isto significa deixar pra trás tudo que é ruim, tudo que nos atrapalha estar com Cristo. É por isto que só entrará lá no céu quem vive uma vida correta, quem cumpre a vontade de Deus. Quem foge dos inimigos de Deus. Quem não é mesquinho, mas ao contrário, se importa com o próximo. Estes estão e estarão sempre na presença de Deus.

Mas "quem tem o direito de morar no Templo", então? Ninguém. Por natureza estamos afastados de Deus, por causa do pecado. Não conseguimos agradar a Deus com as nossas obras, mesmo que alimentemos o mundo inteiro. Se não o fazemos movidos pela fé, de nada adianta... Precisamos do novo nascimento, aquele da fé, que o Espírito Santo opera pela Palavra e pelos Sacramentos (Batismo e Santa Ceia). Este novo nascimento nos dá o direito de estar no "Templo" por toda a eternidade. Mais do que isto: nos torna, a nós mesmos, templos do Espírito Santo. Isto não porque somos especiais, mas porque Cristo nos dá o prêmio que conquistou na cruz.

Você não gostaria de viver num lugar onde nada lhe machucaria? Nem dor, nem inimizades, nem rancor, nem marginalidade, nem doenças e nem a morte... Nada pode ferir aquele que está no Templo do Senhor. Ali ele é o guarda que vigia dia e noite e lhe protegerá sempre. Amém.

"Como eu amo o teu templo! Como é bom vir aqui! Com alegria a ti eu canto! Ó meu Deus e Salvador. Quão felizes os que andam nos caminhos do Senhor, quão felizes os que crêem e confiam em ti. Deus escuta quando oramos"... Guie-me por teu caminho Senhor Jesus Cristo. Amém.

Pjh