sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

A Nação pagã e o Homem-Deus

maria e jesus “Por que as nações pagãs planejam revoltas? Por que os povos fazem planos tão tolos?” (Salmo 2.1)

Nações pagãs! O que isso tem a ver conosco? Afinal, somos o maior país cristão do mundo, ou o país mais cristão do mundo, não sei bem ao certo e, na verdade, tanto faz, porque não é verdade.
Nos tornamos uma nação pagã. Aliás, pior que isso, nos tornamos uma nação pagã que acha que é cristã.
Atrás da liberdade de expressão e liberdade religiosa (não que se deva ser contra a liberdade, muito pelo contrário, é algo essencial) se esconde uma nação que adora deuses pagãos: o deus dinheiro, o deus-prosperidade, o deus-orgulho, fora outros deuses velados em estátuas e pessoas idolatradas. Porque aquele “pastor” é isso, aquele “missionário” é aquilo. E nesta época de tantos deuses-homens, o Homem-Deus, Jesus Cristo, acaba por ser esquecido.
E a verdade é a mesma: as pessoas seguindo esses “deuses” continuam fazendo seus planos tolos. Todos como planejar um ano novo melhor, mas esquecer que o meu ano novo depende de Deus, assim como dependeu o meu ano que termina daqui a pouco.
Porque é exatamente isso que nos lembra a palavra do Senhor no Salmo 2: “Agora escutem, ó reis; prestem atenção, autoridades! Adorem o Senhor com temor. Tremam e se ajoelhem diante dele; se não, ele ficará irado logo, e vocês morrerão. Felizes são aqueles que buscam a proteção de Deus!”
Aqueles que buscam a proteção do Senhor, por ele serão protegidos. Os que esquecem do Senhor, por ele serão esquecidos. E, no fim, destruídos.
Ainda bem que aqueles que creem em Jesus Cristo têm a vida eterna, pois todo aquele que crê em Jesus tem a salvação. Amém.

Senhor Jesus, agradeço-te por teres nascido para me dar a salvação. Continua a guiar meu caminho até o dia da vida eterna. Em teu nome, gracioso Salvador. Amém.