sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

A Lei e eu

“Como eu amo a tua lei! Penso nela o dia todo.” (Salmo 119.97)

HANDP001 Tá aí uma coisa que dificilmente se vê: alguém que ame a lei.

Na verdade existem pessoas que amam mesmo a lei, mas pros outros. É de se admirar a quantidade de pessoas que buscam apenas o benefício próprio na lei. Procura-se a lei para acusar o outro e não para ajudar a “eu” viver melhor.

Certa vez, há muito tempo, alguém disse: olha pastor, hoje o sermão foi muito bom, pena que o irmão ... não estivesse aqui hoje. Ele é que precisava ouvir essas palavras e corrigir a vida...”

E é sempre assim que o ser humano pensa: a lei é muito boa, mas para o outro.

Não é isso que o salmista escreve em todos os versículos do salmo 119. Este é um salmo de louvor à Lei de Deus, porque ela é perfeita e porque diante dela ninguém pode se “fazer de santo”.

Ela é perfeita porque não perde sua eficácia nem eficiência. Aquilo que era pecado para Moisés, também é para mim e pra você. Aquilo que não era pecado, continuará não sendo.

Ela é perfeita porque me mostra o pecado e me dá, assim, oportunidade de ouvir a mensagem do Evangelho que diz: Jesus deu a vida por você, creia nele e você será salvo. Deus não passa a mão na cabeça do pecador, ele aponta o pecado para dar a solução: Jesus.

Neste ano que apenas começou, busque compreender a Lei de Deus, mas aplique primeiro para a sua própria vida. Depois não fique apenas na Lei, olhe também para tudo que o Senhor Jesus fez por você. Pois ele perdoou os pecados na cruz do Calvário e quer perdoar você de tudo que a lei te acusa. Creia em Jesus, viva uma vida cristã e feliz 2010.

Ore: Pai de amor. Como é difícil reconhecer meus próprios pecados. Ajuda-me, pela tua Lei, a ver os pecados e, arrependido, receber o perdão. Por Jesus. Amém.