domingo, 23 de janeiro de 2011

Deus é quem nos salva, não nós mesmos

5Em seguida o Diabo levou Jesus até Jerusalém, a Cidade Santa, e o colocou no lugar mais alto do Templo.  6Então disse:
— Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui, pois as Escrituras Sagradas afirmam: “Deus mandará que os seus anjos cuidem de você. Eles vão segurá-lo com as suas mãos, para que nem mesmo os seus pés sejam feridos nas pedras.”
(Mateus 4.5-6)

CR011Havia uma lenda entre os judeus de que o Messias apareceria no alto do templo e se jogaria do ponto mais alto. Assim se saberia que ele era o Messias prometido. Se Jesus tivesse cedido à tentação de Satanás, certamente teria falhado em sua tarefa de Salvador. Porque teria deixado de confiar em seu Pai, passando a tomar as rédas da situação. Ele mesmo “faria acontecer”.

Certamente você se lembra que isso aconteceu também com Moisés. Quando foi chamado por Deus, para libertar os judeus do Egito, ele quis “fazer justiça com as próprias mãos” e acabou matando um egípcio. Depois disso teve que fugir e ficou muitos anos longe. Então, em seu exílio, o Senhor vai até ele e renova o convite para a tarefa. Desta vez, ao contrário da primeira, Moisés esvaziou-se de si mesmo e dizia não ser capaz de tarefa tão importante. Mesmo assim, e até por causa disso, o Senhor insistiu e levou Moisés a libertar o povo. Porque ele não confiava mais em si mesmo, mas esperava pela providência divina, que foi marcante em toda a libertação do povo e no caminhar muitos anos pelo deserto. Deserto, aliás, que foi palco da tentação de Jesus, lembrada nos versículos acima.

De tudo isso, precisamos perceber que o Senhor sempre quer nos levar à salvação. Ele envia seu mensageiro. Ele nos dá conhecimento de sua Palavra e nos traz para dentro da Igreja, que é o Corpo de Cristo. Porém, a obra é dele. É ele quem nos chama, dá a fé e levará à vida eterna.

O Senhor Jesus não falhou. Foi fiel até o fim.

Creia no Senhor Jesus e você será salvo.

Rev. Jarbas Hoffimann
Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB)
Nova Iguaçu-RJ
20110120