quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

inocentes

7169594.deslizamento_286_428A justiça protege os inocentes, mas a maldade do pecador o leva à desgraça. (Provérbios 13.6)

Como não pensar em inocente e culpado neste momento? “O mundo veio abaixo.” Alguns estão afirmando. Outros tentam entender a tragédia. Jornais já classificaram como “a maior tragédia natural da história do Brasil”.

Não adianta a gente ficar procurando culpados neste momento, mesmo porque, há muita gente com parcelas de culpa. No mínimo por descuido e descaso. Falta de investimento por um lado e falta de cuidado por outro. Você moraria em uma área de risco se tivesse condições de morar em outro lugar? Certamente não.

Fato é que deslisamentos como estes sempre ocorreram e sempre vão ocorrer, com ou sem pessoas para ver e sofrer. A nossa presidente Dilma, em entrevista hoje, disse: “vimos muitos deslisamentos em locais onde não havia pessoas”. Mas lá não morreu ninguém.

Deixando todos estes temas políticos de lado, será que quem morreu tem mais culpa do que quem ficou vivo? Será que morreu quem merecia morrer? Essa dúvida é cruel, mas o Senhor Jesus tem uma resposta sempre certa para nós:

Então Jesus disse: — Vocês pensam que, se aqueles galileus foram mortos desse jeito, isso quer dizer que eles pecaram mais do que os outros galileus? De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram. (Lucas 13.2-3).

Todos vão morrer. Todos vão passar por tragédias. Não é a nossa culpa que faz as desgraças deste mundo caírem sobre nós. Mas o pecado que habiata no mundo trouxe a maldade e todas as mazelas.

Todos vão morrer. Ums trágicamente, outros plácidamente. O certo é que aquele que crê no Senhor Jesus, passou desta morte para a vida e aquele que vive e crê em Jesus, ainda que morra viverá.

Que o Senhor console os que sofrem. E que nós, como seus filhos, saibamos socorrer os aflitos neste momento, assim como o Senhor quer. Amém.

Rev. Jarbas Hoffimann
20110113 – Nova Iguaçu-RJ