terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Obedecer faz bem

acidente-estrada

Aleluia! Feliz aquele que teme a Deus, o Senhor,  que tem prazer em obedecer aos seus mandamentos! (Salmo 112.1)

Você só conseguirá sentir o prazer de “obedecer” ao perceber que esse obedecer é justamente para o seu bem.

Acabo de terminar uma viagem de 800 km e muitas barbaridades. Quanta ultrapassagem em lugar indevido! Quanta gente com um carro 1.0 pensando que dirige um avião…

Certamente você já viu esta cena:
Uma fila enorme de carros. De repente, uma reta (e por incrível que pareça, não vem carros na outra mão, o que é raro em lugares que se permite a ultrapassagem…)
Mas a reta e a área para ultrapassagem não era tão grande, mas alguns carros saem assim mesmo.
Vindo um caminhão na contra-mão, o “passante” insiste na acelerada e vai. Como não dá tempo, o carro da direita tem que jogar pro acostamento, assim como o caminhão na contra-mão. E por muito pouco não acontece um acidente.

Sempre que vejo essa fila acontece algo automático (ou que deveria ser automático para um pai de família), meu pé sai do acelerador e vai pro freio e mantenho a máxima distância possível, pois sempre me parece que o pior pode acontecer.

Não. Eu não sou um santo no trânsito e já fiz minhas barbeiragens também. Das quais, me arrependo de todas, inclusive daquelas que facilitaram minha chegada. E sempre me prometo que não farei novamente.

Voltando ao meu tema: o ter prazer em obedecer. Nestes 800km vi vários acidentes. Um caminhão com as rodas todas para cima. Ele ficou nivelado com o chão no nível da carroceria. Não pude ver se houve sobreviventes ou mortos.

Noutro acidente outro caminhão estava inclinado lateralmente a 45 graus com o chão. E não virou completamente porque encostou num barranco. Vi dois acidentes deste, mas no segundo, apenas a carga tinha se inclinado e ainda não tinha conseguido puxar o caminhão.

E o mais fantástico foi uma decolagem de uma pickup. Ela subui uma fiorino pela frente. Pegando apenas de lado, por cima do farol direito. Pelo que vi, deve ter levantado voo e capotado algumas vezes, até parar, de lado, quase fora da estrada.

Fora o primeiro acidente que, apesar de não ter visto, me parece que o motorista estava ali, debaixo de toneladas de tijolos e ferro, acredito que nos outros não houve vítimas fatais, graças a Deus. E é aí que quero comparar com o versículo blíbico. Pois todos os acidentes foram causados por desobediência. Alguns por excesso de carga ou de altura, ou de velocidade. Outro, certamente, por imprudência. Mas se tivessem obedecido às leis de trânsito, não teriam acontecido.

Algo parecido acontece na vida do cristão. Ele tem os mandamentos, mas às vezes acha que dá pra fazer uma ultrapassagem perigosa e se dar bem. Algumas vezes funciona. Algumas vezes é só o susto, sem o acidente. Mas pode acabar mal. E quando a gente vê está capotado esperando pelos socorristas (Jesus).

E quando algo ruim, quase aconteceu, porque a gente obedeceu aos mandamentos, a gente tem aquela sensação: que bom eu ter obedecido…

Desejo ser um motorista melhor para mim, para minha família e para o próximo que está atrás do outro volante. Mas acima de tudo, desejo mais e mais ter prazer nos mandamentos, pois sei que eles não salvam apenas a minha vida, mas ajudam a me proteger a vida espiritual.

Que o Senhor te abençoe. Amém.

20110201 – Rev. Jarbas Hoffimann
Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB)
Nova Venécia-ES