segunda-feira, 20 de abril de 2009

Lembranças de um Concílio

Este "post" eu começo a escrever pelo título que me pareceu bom. Talvez pudesse ter inúmeros outros títulos: momentos de amizade; momentos de estudo; revisitando a confissão luterana; e tantas outras opções que poderiam ser escolhidas.
Porém, sentado no saguão do hotel e acompanhando a movimentação para o jantar, que diga-se de passagem, exige muita paciência, me pareceu melhor falar das lembranças que já começam a trazer saudades.
Olhando em volta vejo, à minha frente, um restaurante lotado e uma fila interminável à minha direita. Porém ninguém está "estressado". Este sentimento não foi percebido em momento algum. Todos convrsam. Velhos amigos e novos conhecidos, trocam ideias, histórias e experiências, enquanto se preparam para uma refeição.
Se existe um momento em que podemos ver a beleza da igreja, este é quando ela está reunida. Não melhor, não pior, mas muito especial é quando os pastores desta igreja se reúnem para estudar. Pois estão se reunindo na busca de uma igreja que sirva melhor ao Senhor e que esteja cada vez mais próxima das pessoas.
Fato que percebe-se com muita facilidade é que parece que alguns pastores desapareceram. Mas isto não é porque não estão presentes. Isto deve-se ao fato de o encontro ser um dos mais representativos dos últimos anos. Pode-se passar dois dias sem "esbarrar" com o mesmo colega e, derrepente, casualmente o encontramos saindo do elevador.
Eu, particularmente, procurava um colega desde sexta-feira, e perguntava por ele, mas não o via. Aqueles a quem eu perguntava me diziam:
-Eu o vi há alguns minutos.
Enfim, nos perdemos nesta pequena multidão ielbiana.
Só pra lembrar: a fila do jantar ainda não terminou. E continua parecendo interminável.
E ainda ningém está reclamando. E nem vai. Estamos alegres em poder rever amigos pessoais, conhecer amigos virtuais. Compartilhar experiências e esperanças...
Mas acima de tudo, é bom estar aqui, celebrando a mesma fé, num só Senhor Jesus Cristo, que nos uniu como irmãos e nos chamou como pastores da sua igreja, para levar as boas novas a todos.
E a fila continua grande...