Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Homenagem ao Pastor Roberto

No culto de ontem tivemos muitos momentos importantes e emocionantes. Um deles foi o vídeo enviado carinhosamente pelo Presidente da IELB, Rev. Egon Kopereck.

Um convite especial

Olá.Neste fim de semana acontece um culto muito especial em nossa amada Castelo Forte. É um culto de ação de graças pelos muitos anos de ministério do Pastor Roberto Kunzendorff, que também receberá o título de pastor emérito da IELB, um título de honra, reconhecendo seus grandes feitos como fiel pastor da igreja.Neste mesmo dia, também será a instalação do novo pastor, Jarbas Hoffimann, que, na verdade, já está atuando desde janeiro do ano passado, mas agora, assumirá o ministério na Castelo Forte, de tempo integral.Todos vocês são bem vindos para este momento tão maravilhoso de nossa Congregação Castelo Forte.

Igreja pronta

Para todos é uma grande alegria poder dizer que a igreja construída com o apoio do Distrito Espírito Santo Norte (DIESNORTE) está concluída.Em poucos dias haverá a cerimônia de inauguração com a colocação da pedra fundamental.Veja alguns fotos do templo pronto, aguardando apenas o profissional que virá colocar as portas e janelas de vidro.Foram 36 dias de trabalho para deixar um bonito templo de 12,5 x 7,0m, no assentamento Boa Vista.Como ressalta o Pastor Adevilson Kreitlow, esta é uma prova de que fazemos parte de um distrito forte, que pode fazer sempre mais e melhor pela causa do evangelho, basta que arregacemos as mangas.

Sermão 19/02/2012

Transfiguração do Senhor / Último Domingo após Epifania - A
19 de Fevereiro de 2012
Em Cristo, o céu está aberto para nós Texto Base: Mt 17.1-9 Salmo do Dia:        Salmo 2.6-12
Antigo Testamento:    Êxodo 24.8-18
Epístola        2º Pedro 1.16-21
Evangelho do Dia    Mateus 17.1-9
1. Introdução:
Testemunhas são importantes em muitos casos. Quando homem e mulher se casam, precisa de testemunhas. No Batismo, as testemunhas também são requeridas. Quando acontece um acidente no trânsito ou um crime, as testemunhas podem ser peças-chave para se chegar à conclusão dos casos.
2. Desenvolvimento:
2.1. Ver Jesus e sua glória
a) No texto do evangelho de hoje, Jesus chamou três dos seus discípulos para serem testemunhas de algo importante. A crucificação de Jesus estava se aproximando e os três discípulos seriam preparados para este acontecimento, pois seriam testemunhas de Jesus.
O que aconteceu naquele monte não foi uma visão sobrenatural, mas de fato e…

Bom é estarmos aqui

Mc 9.2-9 Último Domingo após Epifania
Transfiguração de Nosso SenhorQue a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).Queridos irmãos em Jesus Cristo.Você gostaria de ter que sair de um lugar maravilhoso? Você gostaria de sair de um lugar onde tudo é bom?Não gostaríamos... Ninguém gosta de dificuldades.Nós gostamos do que é bom. Gostamos de não ter problemas ou dificuldades. Gostamos da calmaria, da mesma forma que os discípulos acordaram Jesus para que ele parasse a tempestade. Assim como os marinheiros atiraram Jonas ao mar, para acalmar sua fúria.Agora vejamos o evangelho de Marcos, capítulo 9: Jesus chama Pedro e os irmãos Tiago e João. Diante destes apóstolos Jesus é transfigurado. Diz a bíblia: “Ali, eles viram a aparência de Jesus mudar. A sua roupa ficou muito branca e brilhante” (2-3). E como completa o evangelista Mateus (17.2): “o seu rosto ficou brilhante como o sol, e as suas roupas ficaram brancas com…

Notícias da Castelo Forte

No Mensageiro Luterano de Março, mais uma vez a Congregação Castelo Forte aparece em destaque e com uma notícia muito especial. Confira abaixo e, caso deseje, assine o Mensageiro Luterano na Editora Concórida.

Sermão 12/02/2012

6º Domingo após Epifania – B
12 de Fevereiro de 2012Todos ficaram sabendo da notíciaTexto Base: Mc 1.40-45
Salmo do Dia:        Salmo 30
Antigo Testamento:    2º Reis 5.1-14
Epístola        1º Coríntios 10.19-11.1
Evangelho do Dia    Marcos 1.40-45
1. Há um motivo — situação de cura
2. Há uma consequência — testemunho
Estamos acostumados a ver os jornais, as noticias, sejam elas televisivas, online (internet) ou escrita (jornais e revistas). Algumas nos chamam a atenção; outras apenas olhamos por alto. Umas nos atraem; outras não são interessantes. Desta forma nos informamos e ficamos por dentro do que está acontecendo. Antigamente elas vinham especialmente pelas ondas do rádio; hoje as percebemos simultaneamente. É a comunicação que faz a sua história a fim de que todos sejam informados dos acontecimentos. Mas, quais são aos efeitos em nós quando tomamos conhecimento das coisas? Há aqueles que permanecem apáticos como se nada tivesse acontecendo. Outr…

Sermão 12/02/2012–opçao 2

Jesus nos mostra a sua compaixãoTexto Base: Mc 1.40-45Salmo do Dia:        Salmo 30
Antigo Testamento:    2º Reis 5.1-14
Epístola        1º Coríntios 10.19-11.1
Evangelho do Dia    Marcos 1.40-45Os versículos anteriores aos do nosso texto mostram que Jesus havia saído secretamente de Cafarnaum. Lá ele tinha expulsado o demônio de um homem e curado a sogra de Pedro. A notícia se espalhou rapidamente e na mesma noite uma multidão se colocou na frente da casa de Pedro esperando curas e milagres.  No dia seguinte, bem cedo, uma nova multidão se formou diante da casa de Pedro. Mas Jesus tinha levantado de madrugada e ido para um lugar solitário no deserto. Ele estava evitando aqueles que o procuravam apenas para verem resolvidos seus dilemas pessoais. Jesus tinha vindo para um propósito bem maior do que ser apenas um mero solucionador de problemas humanos. Diz o texto que ele foi por toda Galiléia. Galiléia era uma região maior, da qual Cafarnaum fazia parte. A sua fama já havia…

Proclamação Luterana - 020

Observações táticas no manejo do evangelho no sermão 56. Duas observações práticas requerem nossa atenção no contexto desse artigo. Primeiro, com respeito à famosa questão da capacidade de atenção dos ouvintes. Fomos ensinados de que uma pessoa tem uma capacidade de prestar atenção somente durante doze minutos, por isso nenhum sermão deveria ser maior do que isso. Mas, isso é ridículo em vários sentidos. Primeiro, ninguém é igual. A atenção varia de dia a dia, momento a momento. Alguém pode distrair-se a qualquer momento, mas, visto que a palavra falada do evangelho requer contemplação, e visto o pregador procura pregar assim para ganhar atenção, para requerer a contemplação, a atenção pode ser prolongada pela proclamação. Eu considero que é uma boa indicação quando um membro diz: “Pastor, muito obrigado, seu sermão interrompeu meu pensamento pelo menos cinco vezes!” Por isso, trabalhe claramente lei e evangelho, e não se preocupe com a atenção do povo hoje.Por último, eu gosto de seg…

Proclamação Luterana - 019

Nota do tradutor. Não posso deixar de acrescentar aqui a preciosa página da Teologia Pastoral de C.F.W.Walhter sobre como pregar a santificação: Uma terceira carência é quando um pregador fala sempre de novo e de novo sobre arrependimento e fé, mas não prega sobre a necessidade das boas obras e da santificação, ou sobre boas obras, virtudes cristãs e santificação, não dando uma instrução profunda sobre isso. Uma descrição explícita, clara e calma sobre uma verdadeira vida cristã e comportamento, alcança mais do que a constante ameaça e o repisar a necessidade da mesma.A respeito disso, Lutero escreve o seguinte: “Meus antinomistas pregam muito bem e (como não posso pensar de outra maneira) com verdadeira sinceridade a respeito da graça de Cristo, o perdão dos pecados, e o que mais é dito sobre a redenção. Mas, da conclusão eles fogem como o diabo da luz. Eles temem falar da terceira parte, da santificação, isto é, da nova vida em Cristo. Eles pensam que a gente não deve assustar ou en…

Em Cristo a vitória é certa

1º Coríntios 9.16-275º Domingo após a Epifania.Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.Queridos irmãos e irmãs em Cristo...A vida cristã, várias vezes é comparada aos esportes. No texto de 1º Coríntios, quem faz a comparação é o apóstolo Paulo. Segundo ele, a sua vida cristã é como uma corrida ou uma luta de boxe.O objetivo de Paulo, ao escrever sua carta aos Coríntios, é animar as pessoas a permanecerem firmes na sua fé até o fim da corrida. Até o fim da vida. Ele não quer que as pessoas desistam de sua fé quando encontram problemas e obstáculos a transpor. Antes disso, Paulo deseja que as pessoas fixem o seu olhar no prêmio que Jesus alcançou e que guarda para todos os cristãos na vida eterna.Para aquelas pessoas que praticam algum tipo de esporte certamente fica mais clara a comparação que Paulo faz.Correr, por exemplo, não é fácil. Logo que você começa a correr seu corpo começa a ficar todo dolorido. Mesmo que você já corra há bastante tempo. Depois de uns dez minutos c…

Sermão 05/02/2012

5º Domingo após Epifania - A
5 de Fevereiro de 2012Somos salvos pela sabedoria de DeusTexto Base: 1Co 2.1-12Salmo do Dia:        Salmo 112.1-9
Antigo Testamento:    Isaías 58.3-9a
Epístola        1º Coríntios 2.1-12(13-16)
Evangelho do Dia    Mateus 5.13-20Estimados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador.
Aproximadamente 2% da população mundial é considerada superdotada, tendo assim um QI acima da média, sendo considerado uma pessoa de grande inteligência. Temos exemplos de superdotados que tem um conhecimento ainda maior. Crianças que com 2 anos de idade já falavam como adultos. Outro exemplo de uma criança de 2 anos que ouviu uma música num restaurante, quando chegou em casa, sentou no piano e tocou a música sem errar uma só vez.
São pessoas de grande inteligência. Porém, mesmo com tanta inteligência, com tanta capacidade de raciocínio, ainda existe uma sabedoria muito maior, que é a sabedoria de Deus, revelada a nós na Escritura Sagrada. Es…

Proclamação Luterana - 018

53. Mas deixe a lei fazer o seu trabalho, e deixe o evangelho seguir; então nos defrontaremos com outra questão estratégica – o que seguirá? A resposta popular, oferecida por muitos nomes importantes na história da LCMS, é de volta à lei. A santificação, como alguns a chamam. “A admoestação evangélica”, dizem outros. Outros preferem falar em “imperativos evangélicos”, ou o “terceiro uso da lei.” E todos os mencionados acima estão prontos a rotular de “antinomistas”, aqueles que dirão um “não” a esta resposta. Tenha, no entanto, certeza de que eu creio no terceiro uso da lei, especialmente no sentido em que é discutido na FC VI, a saber, que o terceiro uso é um dos caminhos nos quais Deus usa a lei. Depois o Espírito Santo emprega a lei, a fim de por ela instruir os renascidos e lhes mostrar e indicar, nos Dez Mandamentos, qual seja “a boa e agradável vontade de Deus” Rm 12.2 em que boas obras, nas quais “Deus de antemão preparou, devem andar.” Ef 2.10 Ele os exorta a isso, e quando, e…

Proclamação Luterana - 017

51. Primeiro, eles gostam de ouvir o que os outros devem fazer, especialmente se a aplicação da lei pelo pregador for tal que não afrontou as pessoas com a lei na primeira pessoa. Isto é um testemunho de que nossa congregação chegou a amar a lei, não na forma como o salmista o diz, mas de certa forma pervertido! Alguém pode crescer em amar a culpa. Há certo conforto nisso! Isto é um amor perverso que infecta os adolescentes e sádicos, outros, que dizem a si mesmos como todo o mundo os odeiam e como eles se odeiam a si mesmos! O que eles pensam não é o “eu me odeio”, mas eu odeio o que acontece ao meu amor próprio em mim! Há um conforto nisso, o que tu odeias não é digno desse ódio. Da mesma forma, nosso povo pode achar um conforto variado em ouvir a lei que os condena, enquanto não se sentem condenados, enquanto não sentem “terrores de consciência”.52. Isto, eu acredito, é precisamente o problema com nossas pregações do evangelho! O problema, muitas vezes não é com o evangelho como ta…

Proclamação Luterana - 016

III - A Prática da Proclamação48. Muitas vezes, (experimentei) ao ouvir outros desenvolverem uma base teológica para alguns aspectos da vida na igreja, quando terminaram de colocar a base, eu fiquei me perguntando o que será de tudo isso na vida eterna? Com esta frustração na mente, me pergunto: O que posso fazer com isto na vida real. Com esta frustração em mente, eu gostaria de fazer algumas observações relativas à prática da proclamação luterana. Estas observações são de dois tipos. Primeiro, as observações sobre as estratégicas, na medida em que lidam com os métodos. Segundo, de cunho mais particular, especificamente usados na pregação, que chamo de observações táticas. Observações sobre estratégias com respeito ao manejo do Evangelho no sermão1)Primeiro, quero abordar a questão de lei e evangelho no próprio sermão. Nos todos conhecemos a expressão: Lei e Evangelho, tão bem que isto veio a ser o mantra luterano, o nosso pequeno “som luterano”. Às vezes parece que transmitimos lei …

Proclamação Luterana - 015

45. Veja como Lutero trata estes aspectos como pregador. Ele identifica os erros e sua gravidade. Ele lida com erros e errantes. Ele faz isto por amor ao evangelho. Seu propósito não é difamar ou culpar por associação. Em vez disso, ele diz a seus ouvintes: Tu também estás errado! Tu não te opuseste a esses erros. Tu acreditaste nessas coisas. Tu desonraste a Cristo. A partir desta perspectiva Lutero volta os corações de seus ouvintes novamente ao Evangelho. 46. Nossos dias são dias difíceis e muito perigosos para a igreja. Aqui também a proclamação da palavra de Deus através da aplicação de lei e evangelho é tarefa da pregação luterana. É uma tarefa muitas vezes negligenciada, ou quando não deixada de lado, muitas vezes distorcida sob meras palavras de juízo sobre outros e outros povos. Esta não é a pregação de Lutero no confrontar erros. Antes tal pregação simplesmente reverte ao antigo modelo de informação, mais interessante pela maneira em que nós pregadores podemos transgride o o…

Proclamação Luterana - 014

42.Parece claro que a realidade da fé cristã e a comunidade desta fé é transmitido pelo mesmo dinamismos. O nível da linguagem comum é a liturgia, a vida litúrgica corporativa da igreja. Aqui, os novos na fé são introduzidos não tanto pela instrução da igreja, mas mais pela introdução na linguagem sacramental e ações na vida da igreja. Assim como as crianças pequenas apreendem os caminhos da família por tal associação, assim o neófito, de qualquer idade, aprende esta cultura evangélica, católica pela associação da linguagem comum e a vida da igreja. O segundo campo é este kerygma (proclamação), a proclamação da palavra de Deus na constante afirmação da verdade de nossa vida em Cristo, que não é outra do que o evangelho em todos os seus artigos. Isto é pregação. O terceiro campo é a didachê (didática), o ensino normativo e instrução com respeito aos fatos bíblicos que estão por base e reforçam a proclamação do evangelho. Isto é a catequese! Em tal esquema, o papel do pregador inclui a …