domingo, 6 de dezembro de 2009

Forças para ser cristãos verdadeiros

Lc 3.1-20

2º Domingo no Advento

Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Queridos irmãos em Cristo.
A Paz do Senhor esteja com todos vocês. Amém.
“Arrependam-se! Arrependam-se dos pecados de vocês e vivam como cristãos.” Certamente seria isso que João Batista diria para as pessoas de hoje. 
No texto de Lucas 3, João está anunciando que logo vem o Messias. Que as pessoas deveriam arrepender-se de seus pecados e viver uma vida melhor com seu Deus e seus semelhantes. Muitas pessoas vinham até João, e ele dizia a todos: “Ninhada de cobras venenosas! Quem disse que vocês escaparão do terrível castigo que Deus vai mandar?”
viboras_na_caixa_laranja_450_x_400Hoje João diria: “Ninhada de cobras venenosas! Quem disse que vocês vão pro céu? Será que vocês sabem pra quem está reservado o céu? Ou: quem de vocês estará com Jesus Cristo quando morrer?”
Estas perguntas servem para nossa reflexão sobre nossa vida. Elas nos levam a pensar nossas atitudes para com Deus e para com o nosso próximo. E com João lembramos que somos batizados em nome de Jesus. Assim lembramos que somos somos cristãos e deveríamos viver como cristãos. Viver como Jesus nos ensina.
Lembramos também nos que em nosso batismo Deus fez uma aliança com cada um de nós. Ele nos deu seu Espírito Santo, nos deu a fé em Jesus Cristo. E assim, quando entramos na família de Deus, ele nos deu forças. Forças para seguir fiéis a ele. Forças para vencer a falsidade.
Assim é. Nós fomos chamados por Deus para ser cristãos. Mas não para ser cristãos apenas de nome. Cristãos de nome existem muitos no mundo inteiro. Gente que se diz cristã, mas não vive como tal. E essas pessoas seguem suas vidas, vão à igreja, dizem que estão arrependidas de seus pecados, mas não fazem a menor questão de mudar suas vidas para uma vida mais agradável a Deus. Dizem que são cristãos. Acreditam nisso... Mas não vivem como cristãos. E se não vivem como cristãos, não são cristãos. São falsos cristãos. São como árvores de Natal artificiais, são bonitas, macias, mas não produzem frutos, porque não têm vida.
Os realmente cristãos são diferentes dessa gente má. Os cristãos têm as forças que Deus dá. Essas forças vindas de Deus são muitos simples de serem explicadas.
Se João dissesse hoje o que disse às pessoas de sua época seria mais ou menos assim:
“Gente falsa! Quem disse que vocês escaparão do terrível castigo que Deus vai mandar? Façam coisas que mostrem que vocês se arrependeram dos seus pecados. E não digam uns aos outros: ‘Nós somos cristãos, somos luteranos desde que nascemos, ou já tem muito tempo que seguimos esta igreja.’ Pois eu afirmo a vocês que até destas pedras Deus pode fazer cristãos ou luteranos!”
João diz com toda clareza: “Não sejam falsos em sua fé”. Sejam pessoas verdadeiras, pessoas que gostam de seguir Cristo e não que o seguem porque seu pai ou sua mãe mandaram, ou porque precisam de um batismo ou sepultamente. Ou simplesmente porque estão acostumados.
Deus, que nos dá forças, não pode ser enganado: “Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá.” (Gl 6.7) Isso todos nós sabemos, mas parece que nos esquecemos que Deus é todo-poderoso e sabe de todas as coisas.
E esse Deus todo-poderoso quer cristãos fiéis e verdadeiros. Ele não quer gente que vem à suja casa, diz arrepender-se de seus pecados e segue fazendo todo mal que sempre fez. Deus quer os pecadores, mas aqueles que se arrependem de seus pecados e querem viver uma vida consagrada a Deus. Aos pecadores arrependidos Deus ajuda e perdoa. Mas àqueles que não se arrependem e se atrevem a tentar enganar a Deus, ele lançará no inferno com Satanás e seus seguidores.
As forças que Deus nos dá são uma prova de amor. Ele enviou Jesus Cristo no primeiro Natal. Ele nos chamou à fé. Ele nos fortalece pela Santa Ceia e sua Palavra. Ele nos perdoa os pecados sempre que nos arrependemos.
Deus nos dá forças para sermos cristãos verdadeiros.
E ele encherá os céus com seus filhos amados. Filhos que um dia foram batizados no nome do Deus verdadeiro. Filhos que viverão esse batismo diariamente. Pois o Senhor está com eles.
Viver o batismo é viver em Cristo e não é enganando o próximo. Nem depreciando a Palavra de Deus. Viver o batismo é procurar seguir a Lei do Senhor, porque somos morada do Espírito Santo.
Mas quanta gente falsa existe! Passam-se por “bons cristãos”, mas vivem em meio à fofoca e difamação... Só pra citar um exemplo.
Outra maneira de esquecer o batismo é esquecer o trabalho da igreja. Cristãos falsos vêm à casa de Deus. Escutam sua Palavra e no fim do culto ainda dizem: “hoje o pastor falou para essa ou aquela pessoa”. Mas parece que o pastor nunca fala para eles. E assim escutam a Palavra de Deus e ao mesmo tempo não ouvem. Porque pensam que esta Palavra é somente para as outras pessoas.
Deus nos deu forças para viver na verdade e viver nosso batismo.
E viver o batismo é saber que mesmo que eu não possa cumprir os 10 mandamentos, eu vou morrer tentando cumpri-los. Mesmo que eu peque, Deus me perdoará sempre e se outra vez pecar, arrependido, Deus me perdoará.
Viver o batismo é vir à igreja e levar a igreja à minha casa, a meu vizinho, ao meu trabalho, e aonde quer que eu esteja.
Viver o batismo é ter compromisso com nossa Igreja.
img_porco Um certo dia um porco e uma galinha iam caminhando pela rua.
Então passaram em frente a uma igreja e olharam um cartaz que dizia: “Neste fim de semana teremos um almoço com ovos e bacon”.
A galinha olhou pro porco e disse:
— Você viu o cartaz? Eu faço parte daquela igreja. Ao que o porco respondeu:
— Já eu tenho compromisso com a Igreja. Porque enquanto você põe os ovos e canta pra todo mundo ouvir eu morro pela igreja.
Esta estória ilustra bem.

Na igreja, às vezes, temos gente que diz que faz isso ou aquilo, mas quando é para trabalhar no silêncio, só sabem cantar que já fizeram isso ou aquilo.
Graças a Deus, também existem aqueles que falam menos e fazem mais. Aqueles que põem seu tempo, seu dinheiro, sua vida a serviço do Evangelho de Jesus.
Essas pessoas não são perfeitas. Pelo contrário: são pecadores. Mas se arrependem de seus pecados. Essas pessoas querem viver seu batismo. E dia após dia afogam a velha natureza humana com todos seus pecados.
Deus nos deu forças para viver nosso batismo e viver sem falsidade.
Jesus Cristo vem mais uma vez neste Natal. Vem perdoar todos aqueles que trazem suas pesadas cargas. Vem ajudar como sempre tem feito desde a fundação do mundo. Jesus Salva e perdoa seus filhos. Se você tem pecados dos quais ainda não se arrependeu, não tenha medo, Jesus perdoará e te enviará limpo a uma vida eterna com Deus.
Que Deus nos abençoe. Amém.

E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Glórias Somente a Deus