domingo, 29 de novembro de 2009

Não podemos calar

Lc 19.28-40
1º Domingo no Advento

Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Queridos irmãos em Cristo.
A Paz do Senhor esteja com todos vocês. Amém.
Há um hino antigo do Hinário Cantor Cristão que diz:
“Sabeis falar de tudo
que neste mundo há,
mas nem sequer Palavra,
de Deus que tudo dá.
        Irmãos, irmãos falemos
        de nosso Salvador.
        Oremos ou cantemos
        E demos-lhe louvor!
Este hino era cantado em minha congregação de infância e ficou na minha memória. E sempre que penso no que falamos no nosso dia-a-dia ela volta automaticamente.
cala-a-bocaTalvez por ser verdade!
Nós sabemos falar de tudo. O brasileiro, de uma forma geral e muito particularmente o carioca e nós da baixada também, sabe de tudo. Sempre tem uma opinião pra dar.
Às vezes você está de pé dentro de um supermercado, examinando um produto e passa uma pessoa que você nunca viu. Ela para e te diz, lá no outro supermercado tá mais barato. É legal aquela pessoa dizer isso, mas é estranho alguém vir opinar sobre aquilo que nós estamos comprando.
Assim, sabemos falar da chuva, do calor, da política e dos políticos, de futebol. Ah o futebol! Hoje tem jogo. Assim como todos os domingos e amanhã muitos vão falar de futebol. Alguns tristes com seus times, outros alegres. Alguns com raiva do juiz, mas vão falar.
A palavra do Senhor diz que a nossa boca fala daquilo que nosso coração está cheio. E é verdade. Se estamos tristes, nossos lábios emitem murmúrios. Se estamos alegres, nos pegamos cantando e nem sabemos porque. A gente tenta parar de cantar, se concentra, e é só descuidar pra começar a cantarolar novamente.
Notem bem. Não tem problema falar de todas as coisas. Não é necessariamente ruim falar e comentar tudo. Desde que não seja pecado, como falar da vida alheia. Isso obviamente é errado e é pecado, como outras coisas que não deveriam ser nem mesmo mencionadas entre os cristãos.
Mas prestem atenção quanto falamos de tudo e quanto falamos de Jesus. Falamos pouco.
E as justificativas são muitas: as pessoas não querem nos ouvir. Não tive oportunidade. Faltou tempo...
Pode ser tudo verdade. Mas também é arma do inimigo para nos calar.
No texto de Lucas, Jesus está sendo aclamado aos gritos, na entrada de Jerusalém. Todos cantam e cantam alto. Não estavam sussurrando... Gritavam glórias a Deus nas alturas.
Então os fariseus, incomodados com a presença do Salvador, pede que ele mande seus seguidores se calarem. Talvez assim causaria menos estardalhaço aquela entrada festiva de Jesus. E Jesus responde que se os seus discípulos se calarem, as pedras gritarão.
Onde Jesus chega não é possível calar.
Quantas foram as vezes que Jesus fez milagres e disse: não conte nada a ninguém! Alguma vez adiantou? Não! Porque aqueles que estiveram com Jesus ficaram tão felizes que não se aguentavam e tinham que contar pra todo mundo. Precisavam falar.
Assim também nós não podemos calar.
A notícia do Salvador Jesus precisa chegar a todos.
E todos começa dentro da minha casa. Com a esposa, o marido, os filhos, e todos que estão ao redor da minha mesa.
Por vezes se critica os pentecostais, mas eles insistem. São até chatos para levar alguém à sua igreja, mas nós somos tímidos. Antes de falar, parece que pensamos: “o que vão pensar de mim”.
Não precisamos ser chatos, mas, como disse nosso presidente da IELB ontem, aqui na Comunidade: “a igreja precisa ousar mais”. E precisamos mesmo. Porque a notícia do Salvador Jesus precisa chegar a todos. E Deus conta conosco para divulgar esta mensagem.
Não podemos calar.
E assim como a notícia precisa chegar a todos, esta mesma notícia de Jesus precisa permanecer em nós.
Jesus veio no primeiro Natal, cumprindo a maravilhosa promessa de Deus. E o Salvador nos resgatou com sua morte na cruz. Não há notícia mais feliz do que esta.
calar2 Basta olhar em volta e ver quantas pessoas andam desiludidas, vivendo no vazio. Sem um fio de esperança pro futuro.
Vemos pessoas gastando todas as suas forças para aproveitar ao máximo esta vida em prazeres que passam rápido, porque não têm esperança. E vidas assim são como as drogas: dão um prazer momentâneo, seguido de uma profunda depressão e vazio. Até que ela mesma acaba matando o seu consumidor.
Não podemos calar. Para que a notícia de Jesus permaneça em nos e fique cada vez mais forte. E isso acontece por meio da Palavra ouvida e meditada... Por meio da Santa Ceia.
Assim a o Salvador não só permanecerá em nós, como também chegará a outros, pois não conseguiremos ficar calados. Vamos precisar cantarolar diariamente o amor de Deus por todas as pessoas. Precisaremos lembrar a todos que existe uma esperança. A esperança da vida eterna com Jesus Cristo.
É impossível esta notícia ficar oculta. Porque esta é a maior notícia de todos os tempos: Jesus vem a nós e nos dá a vida eterna. Amém.

E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)
Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ
Glórias Somente a Deus