domingo, 8 de novembro de 2009

cuidado com os falsos mestres

Mc 12.28-37

Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Queridos irmãos em Cristo.

A Paz do Senhor esteja com todos vocês.

O Senhor Jesus nos apresenta dois assuntos. O segundo, versículos 41 a 44 fala da viúva pobre, que ofertou com sinceridade e generosidade. E não pela quantia, mas pela forma como ofertou, foi elogiada pelo Senhor.

Este assunto, entre nós, é tranquilo: cada um deve ofertar com sinceridade e generosidade, jamais olhando a oferta do outro, mas conforme as próprias bênçãos materiais recebidas do Senhor. Pois estas bênçãos deveriam servir para nosso sustento digno, para o sustento da Casa do Senhor e seus serviços e para o auxílio às necessidades do próximo.

Não quero destacar este assunto hoje, mas estas coisas sempre é bom lembrar com respeito às ofertas. Especialmente nesta época de votos, promessas, propósitos, etc.

Oferta é uma resposta agradecida, de um coração grato.

Dito isto, vamos nos concentrar na primeira parte do Texto: Marcos 12.38-40. Aliás, este texto em Marcos está bastante resumido. Se quiserem ver outras recomendações de Jesus a este respeito, leiam também o texto paralelo em Mateus 23.1-36.

Mas por hoje fiquemos com o texto de Marcos.

Vamos ler novamente:

38Ele dizia ao povo:

– Cuidado com os mestres da Lei! Eles gostam de andar para lá e para cá, usando capas compridas, e gostam de ser cumprimentados com respeito nas praças; 39preferem os lugares de honra nas sinagogas e os melhores lugares nos banquetes. 40Exploram as viúvas e roubam os seus bens; e, para disfarçarem, fazem orações compridas. Portanto, o castigo que eles vão sofrer será pior ainda!

Depois de seus encontros com os mestres da Lei, Jesus alerta o povo sobre o que aqueles homens estavam fazendo. Eles deveriam ser o exemplo de fidelidade a Deus, mas estavam muito longe disso.

Eu gostaria de trazer o assunto para os nossos dias. Sem falsidade e sem acusar uma pessoa em particular. Mas gostaria também de usar o alerta de Jesus, para alertar a todos os líderes religiosos de hoje. Alertando especialmente aos cristãos, para que tomem cuidado com certos comportamentos de pessoas proeminentes no meio religioso cristão.

O Evangelista Marcos faz uma seção muito breve do lamento de Jesus sobre os escribas e fariseus. Os mestres da Lei. Mas é uma passagem que mostra muito bem o vazio, a zombaria e a hipocrisia daqueles homens.

O Salvador adverte às pessoas contra aqueles homens e suas maneiras hipócritas de se comportar. E para não deixar dúvidas o Senhor dá "nome aos bois". Ou melhor: diz claramente o que está errado, mostrando sua falsidade e engano.

Eles desejavam vestir-se com pompa, para chamar a atenção das pessoas. Chegavam a ser infantis no seu desejo de enfeitar-se. Gostavam de longas vestes talares, com bordas que se arrastavam pelo chão. Assim como era costume ser usado por grandes autoridades, como imperadores.

Vestidos assim eles gostavam de circular, assim atraíam a atenção da multidão. Também gostavam de ser reverenciados em praça pública. E gostavam de ser chamados de mestre.

Escolhiam assentos proeminentes nas sinagogas, ou seja, aqueles assentos reservados aos anciãos da congregação, pois naquele lugar eles certamente seriam notados.

Quando eram convidados para jantar, não esperavam ser colocados junto com a multidão, mas escolhiam o sofá do hóspede de honra. Assim eles usurpavam o lugar daqueles hóspedes mais honrados do que eles.

A toda esta vaidade ainda junta-se o egoísmo e a avareza.

Eles prometiam orar pelas viúvas, e mesmo estas orações eram mais para aparecer do que para falar com Deus e, desta forma, conseguiam favorecimento financeiro das viúvas. Porque estas orações longas e pomposas não passavam de uma venda, que ocultava o real objetivo que era ganhar dinheiro, devorando assim, as propriedades e casas das viúvas.

Infelizmente este comportamento não ficou nem no judaísmo, nem no passado. Ele atravessou os séculos e hoje, muitas pessoas que se dizem "homens de Deus", querem ser honrados e reconhecidos em lugares especiais. Exigem que se lhes respeite e que as pessoas os sigam cegamente. Pois alegam que Deus fala diretamente com eles e as pessoas devem obedecer.

Muitos querem mais e mais aparecer na TV e em todos os meios de comunicação. Outros querem usar a Igreja para galgar cargos políticos. Ostentam sua riqueza para que as pessoas saibam que são os preferidos de Deus.

Nas televisões pedem que você leve fotos ou outras coisas para que eles possam orar por você e por seus entes queridos. E nas orações, sobre um palco, se lançam de joelhos e se põe a orar de forma pomposa. Em orações que mais parecem instruções de como Deus deve agir.

Jesus está dizendo hoje novamente: cuidem para não cair nas garras desses líderes. Eles só pensam em si mesmos.

Mas diante da verdadeira Palavra de Deus tudo o que eles dizem e fazem se torna em nada. Pois Deus mostra a hipocrisia.

Cuidem para não se deixar levar pela pompa e ostentação e o desejo de aparecer.

O nosso Senhor Jesus é aquele que vêm a nós no evangelho e na Santa Ceia. Ele nos faz crescer na fé e é ele que chama servos fiéis e os envia ao ministério.

Estes servos refletem o amor de Jesus pelas pessoas. Refletem a humildade diante do irmão menor ou maior que ele. Estes são verdadeiramente os servos do Senhor.

A estes o senhor guia, protege e abençoa. Aos outros... Ai dos outros, pois sua hipocrisia será desmascarada.

Jesus diz: cuidado com os falsos mestres. Permaneçam na minha Palavra e vocês serão salvos. Amém.



E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Glórias Somente a Deus