terça-feira, 17 de novembro de 2009

Que segurança…

tempestade “Guarda-me, ó Deus, pois em ti eu tenho segurança!” (Salmo 16.1)
As primeiras palavras do Salmo 16 me trazem à memória a imagem de uma criança nos braços da mãe ou do pai. Ela repousa em segurança, mesmo no meio das maiores tempestades à sua volta, porque confia naquele que a está protegendo. Sabe que seu pai ou sua mãe não lhe deixará acontecer mal algum.
Como um pai, nosso Deus nos leva em segurança em nossos caminhos. Se confiamos em outras coisas ou pessoas, que não em Deus, estes podem nos deixar nos momentos em que mais precisamos. Com Deus isto não acontece. Ele está sempre do lado daqueles que lhe obedecem. E jamais os abandonará. Muito ao contrário: já fez tudo para ter consigo a todos os seres humanos. Enviou Jesus que veio no primeiro Natal. Cresceu. Viveu. Ensinou. Sofreu. Morreu por todos os seres humanos. Ressuscitou. Subiu aos céus. E voltará de lá para levar os salvos com ele para a vida eterna.
Deus fez tudo para nossa segurança. Para sabermos que ele se importa sim! Importa-se se você está abandonado ou abatido. Importa-se se você tem o que comer ou não. Importa-se se você tem saúde ou não. Importa-se se você anda de um lado para outro, procurando ajuda e não encontra. E é exatamente isto que o Pai oferece: ajuda em todos os momentos e situações de aflição. Receba Jesus em sua vida... Ele vem novamente neste Natal e vem para mudar sua vida pra melhor. Deus prometeu e cumprirá todas as suas promessas, porque ele não mente. Ele ama e protege os seus filhos em todos os momentos. Amém.

Como é grande o teu amor por mim Senhor. Muitas vezes nem o compreendo. Mas creio neste amor. Creio que tu estás comigo e me conduzirás em segurança à vida eterna. Fique comigo hoje e sempre e me envia o Espírito Santo que me guarda na fé em Jesus Cristo a te o fim... Amém.