sábado, 3 de abril de 2010

Tudo está terminado

João 18.1-19.47
Sexta-Feira Santa

Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

A Paz do Senhor esteja com vocês. Amém.

Queridos irmãos e irmãs em Cristo...

Abram suas Bíblias em João 19.17, vamos rever a história real da morte de Jesus Cristo e de toda a dor e sofrimento que teve que passar o nosso Salvador.

cruz_00917Je sus saiu carregando ele mesmo a cruz para o lugar chamado Calvário. (Em hebraico o nome desse lugar é “Gólgota”.) 18Ali os soldados pregaram Jesus na cruz. E crucificaram também outros dois homens, um de cada lado dele.”
Jesus carreou a sua e a minha cruz. Ele carregou os pecados do mundo inteiro para nos salvar. Todos podem ter salvação, mas só os que creem em Jesus serão salvos.

19-20Pilatos mandou escrever um letreiro e colocá-lo na parte de cima da cruz. Nesse letreiro estava escrito em hebraico, latim e grego: “Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus”. Muitas pessoas leram o letreiro porque o lugar em que Jesus foi crucificado ficava perto da cidade. 21Então os chefes dos sacerdotes disseram a Pilatos: – Não escreva: “Rei dos Judeus”; escreva: “Este homem disse: Eu sou o Rei dos Judeus”. 22– O que escrevi escrevi! – respondeu Pilatos.

Aqui Pilatos, alguém que não acreditou em Jesus Cristo, serve aos propósitos de Deus. Ele anuncia quem é realmente Jesus: o Rei dos Judeus. Não aquele rei mundano que os judeus esperavam, mas o verdadeiro e único Rei eterno. Pilatos serve aos planos de Deus, assim como o Sumo Sacerdote Caifás, que querendo condenar Jesus, disse que: “era melhor para eles que morresse apenas um homem pelo povo.” (Jo 18.14). Eles estavam tramando a morte do Salvador, mas, sem perceber, cumpriram a vontade de Deus.

Assim Deus ainda faz: ele usa governantes e autoridades que nem mesmo creem nele, para o bem do povo que serve a Deus. Porque todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

Segue o texto:

23Depois que os soldados crucificaram Jesus, pegaram as roupas dele e dividiram em quatro partes, uma para cada um. Mas a túnica era sem costura, toda tecida numa só peça de alto a baixo. 24Por isso os soldados disseram uns aos outros:

– Não vamos rasgar a túnica. Vamos tirar a sorte para ver quem fica com ela.

Isso aconteceu para que se cumprisse o que as Escrituras Sagradas dizem:

“Repartiram entre si as minhas roupas e fizeram sorteio da minha túnica.” E foi isso o que os soldados fizeram.” (Sl 22.18).

Aqui os soldados, sem perceber, estavam cumprindo as promessas de Deus, como está do Salmo 22.18. Eles repartiram entre si as roupas de Jesus e não tiveram coragem de rasgar a túnica que era um tecido caro. Era um sinal, que muitos não perceberam na hora, de que a vontade de Deus estava se cumprindo.

A partir do v. 28 temos o registro da morte do Salvador. Assim, o Senhor faz cumprir mais uma das profecias de Deus a seu respeito. Vejamos:

28Agora Jesus sabia que tudo estava completado. Então, para que se cumprisse o que dizem as Escrituras Sagradas, disse:

– Estou com sede!

29Havia ali uma vasilha cheia de vinho comum. Molharam no vinho uma esponja, puseram a esponja num bastão de hissopo e a encostaram na boca de Jesus. 30Quando ele tomou o vinho, disse:

– Tudo está completado!

Então baixou a cabeça e morreu.”

Esta profecia está registrada muito tempo antes no Salmo 69.21. E como todas as outras profecias a respeito de Jesus, foi cumprida perfeitamente.

E no versículo 30 aparece uma palavra maravilhosa neste texto da crucificação de Jesus Cristo. Ele diz: “Tudo está completado”. No original grego esta palavra significa algo que está definitivamente terminado. Não há mais nada a se fazer. Está pronto. Completamente.

paixao de cristo A obra da Salvação da humanidade estava terminada. Foram longos anos andando por esta terra... Nasce em Belém da Judeia... Foge para o Egito... Retorna e cresce em sabedoria dia após dia... Começa seu ministério e mostra todo o poder de Deus... Enfrenta as tentações de Satanás sem pestanejar e sofre muito com o desprezo da parte de seu próprio povo que o persegue e condena à morte... Carrega sua cruz... É crucificado... Zombado... Cuspido... E finalmente morto...

Está completado.

Que notícia maravilhosa: o Salvador fez tudo que era preciso fazer para nos dar a Salvação. Por isso, todo aquele que nele crer terá a vida eterna.

Você crê em Jesus Cristo?

Antes de responder saiba que crer em Jesus é mais do que simplesmente acreditar que ele existiu e que fez tudo para salvar as pessoas do pecado e do inferno. Crer em Jesus se demonstra no dia-a-dia. No modo de ofertar. Na participação nos cultos e na vida cristã.

Crer em Jesus é viver para Jesus. É amar ao próximo e amar a Deus acima de todas as coisas.

Tudo isso faz parte do crer em Jesus, mas não se enganem... Nada disso ajuda na salvação. Estas são obras que agradam a Deus e que os filhos de Deus vão fazer com toda a alegria.

Mas a obra da Salvação “está completada” e Jesus morreu por mim e por você. Não rejeite este presente inigualável. Não rejeite a morte do Salvador, porque ele quer você junto dele sempre.

E nenhum texto bíblico, hoje seria mais apropriado do que dizer que: “Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.”

Todo aquele que crê no Salvador Jesus, tem a vida eterna.

Ele morreu, mas ressuscitou e vive e por fim se levantará sobre a terra e levará com ele todos os seus fiéis.

Que Deus nos permita estarmos todos juntos com ele naquele último dia. Amém.

E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Soli Deo Glória