domingo, 20 de junho de 2010

Jesus transforma os tristes em alegres

4º Domingo após Pentecostes


Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Sl 130 / 1Rs 17.17-24 / Gl 1.11-24 / Lc 7.11-17


A Paz do Senhor esteja com vocês. Amém.

Certo dia uma menina estava muito triste:

— As coisas nunca dão certo pra mim.

— Queria ser convidada para a festinha de aniversário da Helena e não fui. Queria ir nadar hoje à tarde, e agora está chovendo. Queria ver o filme policial na televisão, mas a mamãe não deixou. Para mim dá tudo errado.

Menina Triste Essa menina se chamava Joana. Ela se queixava e lamentava. De tantas queixas Joana acabava sempre triste e muitas vezes chegava a ficar doente. Andava pra todo o lado com a cara amarrada, na maior infelicidade. Ela se achava a pessoa mais desprezada do mundo. Achava que ninguém lhe dava ouvidos, que ninguém se interessava pelo que ela tinha a dizer. E reclamava de tudo e de todos. Assim, fazia os outros se sentirem tristes também.
Assim como Joana, muitos de nós também andamos por aí tristes. Assim como Joana, muitos de nós nos esquecemos de nosso maravilhoso Salvador Jesus Cristo e das bênçãos que temos em nossas vidas.
Mas Jesus Cristo transforma as pessoas de pessoas tristes a pessoas alegres. Vejam como é bonito o testemunho do apóstolo Paulo aos Gálatas!

Paulo nos conta de como ele agia antes de conhecer Jesus e o evangelho da Salvação:

Ele perseguia a igreja de Cristo. Ele se incomodava com a alegria dos cristãos. Ele procurava exterminar os cristãos da face da terra. Paulo não acreditava que Jesus Cristo era o Salvador do mundo. Por isso como ele diz: “eu perseguia sem dó nem piedade a Igreja de Deus e fazia tudo para destruí-la.” (Gl 1.13) E Lucas, ao escrever Atos dos Apóstolos, também registrou: “Saulo se esforçava para acabar com a igreja. Ele ia de casa em casa, arrastava homens e mulheres e os jogava na cadeia.” (At 8.3).

Saulo era mau e vingador. Ele procurava destruir a fé em Jesus Cristo. Isto porque Paulo ainda não tinha conhecido a verdadeira alegria. Alegria de viver em Jesus. Alegria que supera todas as tristezas.

Mas um dia Jesus se encontrou com Paulo, que ainda se chamava Saulo e disse: — Saulo, Saulo, por que você me persegue? (At 9.24; 22.7).

Desse dia em diante tudo mudou na vida de Saulo. Até mesmo seu nome foi mudado para Paulo. Jesus o convocou e o enviou para levar a belíssima notícia do evangelho a todos que pudesse. De rancoroso e perseguidor, passou a uma vida cheia da alegria do Evangelho. E a alegria era maior do que as perseguições que ele agora sofria.

É o Evangelho que nós também cremos e que diz:

—Arrependa-se dos seus pecados, creia em Jesus Cristo e você será salvo.

Por causa da fé em Jesus Cristo, Paulo agora era uma nova pessoa. Não andava de cara amarrada praguejando contra Deus e contra os seres humanos. Paulo tinha sido convertido e agora tinha fé em Jesus Cristo.

Quando a fé nos toca o coração ela faz o que fez a Paulo. O apóstolo sabia que, como ser humano, não merecia ser escolhido por Deus. Mas, apesar de conhecer suas dificuldades, suas fraquezas, ele não se preocupou com isso. Pelo contrário, confiou em Deus e aceitou a tarefa de anunciar o evangelho aonde ia.

Paulo, que antes se lamentava como Joana, a menina de nossa história, agora tinha todos os motivos para estar alegre, mesmo sofrendo perseguições, preconceito, prisão e morte.

Nada mais poderia tirar a alegria de Paulo, pois ele tinha sido alcançado pela graça de Deus, a verdadeira alegria que só pode ter aquele que crê em Jesus Cristo.

Esta mesma graça hoje quer alcançar cada um de nós e quer chegar ao mundo por meio do nosso testemunho, de nossa vinda aos cultos, de nossas ofertas. Enfim, de nossas vidas dedicadas a Deus.

Quanto de nossa vida nós estamos dedicando a Deus? O melhor de nosso tempo, ou o que sobra depois dos compromissos do mundo?

Quanto de nossos bens nós estamos dedicado a Deus? Ofertas sinceras ou migalhas?

Quanto de nosso tempo nós estamos dedicando a Deus? 1 ou 2 horas por semana? Ou mais tempo para meditar na Palavra do Senhor?

Será que os problemas que temos não são causados por nosso afastamento da Palavra? Porque uma ou duas horas por semana é muito pouco contato com a Palavra do Senhor. E é um caminho aberto para nossa vida se encher de tristezas e amarguras, pois “A alegria que o Senhor dá fará com que vocês fiquem fortes.” (Ne 8.10). E longe do Senhor a nossa fé enfraquecerá e nós seremos pessoas tristes. Pessoas que só vêem problemas em sua vida e nos outros.

Paulo estava triste porque lhe faltava confiar em Jesus.

Lembram da Joana? Ela estava triste porque lhe faltava lembrar de Jesus. Quando Joana se lembrou verdadeiramente de Jesus, ela logo ficou contente e disse:

menina_feliz —Eu tenho muitos motivos para ser alegre: Jesus me ama, e Deus é bom pra mim. Tenho um bom lar e bons pais. Vou fazer alguma coisa para ajudar a mamãe. Ou então vou convidar algum amigo para vir aqui em casa. Ser alegre é mais importante do que ver um filme ou ir a uma festa.
Assim como Paulo e Joana, quando cremos em Jesus Cristo, ele habita em nós e nos dá o Espírito Santo. E o Espírito Santo nos dá um coração alegre e um rosto alegre, porque com Jesus sabemos que no fim tudo dá certo pra nós. É outro motivo para guardarmos Jesus no coração. Ele nos pode conservar alegres, aconteça o que acontecer.
Só Jesus Cristo pode converter nossa tristeza em alegria. Assim como ele fez com Paulo: “Aquele que antes nos perseguia está anunciando agora a fé que no passado tentava destruir!” (Gl 1.23).
Paulo agora era uma pessoa fiel a Deus.
Deus quer fazer a mesma coisa conosco. Ele quer que creiamos cada dia mais. E ele fará isso, porque nos ama e nos quer a todos nos céus. Creiamos em Jesus Cristo e receberemos a vida eterna. E enquanto andarmos por este mundo, a alegria que vem do Senhor, será a nossa força. Amém.
E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Soli Deo Gloria