domingo, 18 de julho de 2010

Qual é a prioridade?

Lc 10.38-42
8º Domingo após Pentecostes


Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Sl 27.1-14; Gn 18.1-14; Cl 1.21-29; Lc 10.38-42


Quanta correria!

“A semana passou e eu nem vi. Hoje é domingo, preciso resolver um monte de coisas, porque amanhã já é segunda-feira novamente. E não dá tempo pra nada. Não tenho tempo pra mim. Não tenho tempo pra minha família. Só correria...”

Quantas vezes vocês já pensaram assim? Eu já pensei muitas vezes. Ainda ontem, conversando com o Rubens, presidente dos leigos da Bom Pastor, lembramos disso. E olha que este sábado não foi dos mais fáceis:

Reunião do distrito 8h00 na Tijuca. Marcada para terminar 11h45, terminou 13h20. E às 14 horas tínhamos ensaios na Bom Pastor, ao qual já cheguei atrasado, mesmo tendo almoçado rapidamente. Precisei deixar o ensaio, porque às 17h00 tinha instrução de confirmandos Comundiade Esperança, depois pré-jovens e Jovens. Ufa!

Não estou falando tudo isso para mostrar que o pastor trabalha. Mas para dar um exemplo de que nossos dias estão curtos para tantos afazeres. Se bobear, daqui a algum tempo a gente vai deixar de almoçar, jantar e tomar banho, para poder ter mais tempo, porque dormir já dormimos cada vez menos. Aliás, quantos almoçam em 15 minutos pra voltar ao trabalho! E agora os restaurantes estão oferecendo conexão com a internet, pra quem precisa, trabalhar enquanto almoça ou janta.

O que é que está acontecendo conosco?

Por que não encontramos tempo para as coisas importantes como descansar, passar um tempo com a família e, especialmente sentar-se aos pés do Senhor? Ou seja, para parar e escutar a voz de Jesus.

conceitos-importancia Lembram os exemplos de correria que acabei de citar? Dá pra colocar o trânsito ainda. Pois vivemos em cidades que muitas vezes param sem explicação.
E quase enlouquecemos quando acontecem imprevistos, pois não sabemos mais lidar com imprevistos. Parece que vamos surtar. Assim como acontece com um personagem do antigo filme “Um dia de fúria”, que surta no trânsito e sai fazendo loucuras.
Mas existem formas diferentes de ver as prioridades.
Quem já passou por algumas experiências traumáticas, certamente percebe a vida de uma outra forma. Não que seja bom sofrer um trauma. É ruim. É muito ruim e deixa marcas profundas. Mas situações traumáticas nos ensinam a diferenciar o que é importante, do que realmente não é. Mas também existem pessoas que nunca aprendem, nem com traumas.

Mas vamos ao exemplo: quando se perde alguém próximo. A gente aprende da pior maneira, que a vida passa muito rápido.

Quando nós sofremos perigo iminente de morte, como um assalto ou coisa parecida, percebemos que aquele último xingamento que trocamos com as pessoas amadas, poderiam ter sido as últimas palavras ditas.

Que palavras você gostaria de ouvir ecoando na sua mente, como lembrança da última despedida? Se queremos palavras boas, precisamos aprender a ouvir quando o outro esta nervoso e tratar com carinho. Retrucar só causa mais e mais briga... Lembram da outra face a ser oferecida? Jesus não estava falando só por falar.

Hoje em dia nós precisamos sim, correr pra lá e pra cá. Parece que quanto mais inventam máquinas para nos ajudar, menos tempo sobra pra nós. Nossos antepassados não tinham microondas, ferro de passar, carros velozes, lavadoras de roupas... Areavam suas panelas na areia dos rios, buscavam águas em cacimbas, buscavam o leite das vacas, mas tinham tempo para os filhos e para dormir.

Queridos irmãos em Cristo, eu disse tudo isso, para a gente lembrar do que é importante na nossa vida.

Vejam mais um exemplo, o trabalho da Igreja. Tudo é importante, mas algumas coisas são prioridades. Em dia de culto, a prioridade é o culto. Nos demais dias, fora as programações já marcadas, a prioridade são as pessoas, mas mesmo que já tenhamos as programações, pode ser que uma pessoa se torne prioridade. E mesmo que seja hora do culto, se uma pessoa da comunidade vem a falecer, a prioridade é a sua família que está triste com a perda.

Neste caso, os irmãos não somente vão abrir mão do culto, como vão procurar também estar próximos aos familiares entristecidos. Porque estar junto no momento difícil é algo que marca os cristãos.

prioridade Qual é a prioridade?
Muitas vezes somos mentirosos...
Não temos tempo para nada e para Deus (estudos bíblicos, leitura da Palavra e oração) menos ainda. Mas podemos parar para assistir a um jogo de futebol. O país pára para ver sua seleção. E pra família e para Deus falta tempo.
“Marta, Marta, vocês está agitada e preocupada com muitas coisas, mas apenas uma é necessária! Maria escolheu a melhor de todas, e esta ninguém vai tomar dela.” (Lc 10.41-42).
Jesus diz mais: “Fiquem alertas! Não deixem que as festas, ou as bebedeiras, ou os problemas desta vida façam vocês ficarem tão ocupados, que aquele dia pegue vocês de surpresa... portanto, fiquem vigiando e orem sempre.” (Lc 21.34,35).

Na parábola do semeador, o Evangelista Marcos registra como alguns recebem a palavra: “quando aparecem as preocupações deste mundo, a ilusão das riquezas e outras ambições, estas coisas sufocam a mensagem, e ela não produz frutos.” (Mc 4.19).

O Senhor nos lembra:

“Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Porém tenham medo de Deus, que pode destruir no inferno tanto a alma como o corpo. Por acaso não é verdade que dois passarinhos são vendidos por algumas moedinhas? Porém nenhum deles cai no chão se o Pai de vocês não deixar que isso aconteça. Quanto a vocês, até os fios dos seus cabelos estão todos contatos. Portanto, não tenham medo, pois vocês valem mais do que muitos passarinhos.” (Mt 10.26-31).

E se depois de todas estas promessas do Senhor, nós ainda quisermos gastar nosso tempo conscientemente em coisas de menor valor. Precisamos lembrar que a vida passa rápido.

Mas se ainda quisermos achar que as preocupações do dia-a-dia são o mais importante, o Senhor lembra: “Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido. E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus.” (Fp 4.6-7)

Amém.

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Soli Deo Gloria