sábado, 27 de dezembro de 2008

A Pergunta

A PERGUNTA

"Ó Senhor Deus, por que ficas aí tão longe? Por que te escondes em tempos de aflição?" (Salmo 10.1)

EXISTE um poema muito conhecido, chamado "Pegadas na Areia". A autora (o poema foi escrito em 1964, pela canadense Margaret Fishback Powers) expressa o mesmo sentimento que aqui demonstra o Salmo 10.1. Parece que Deus está longe e que nos abandonou. Justamente nos momentos em que mais se precisava de apoio.

O Salmo faz a mesma pergunta que nos fazemos quando algo ruim nos pega de surpresa. Perguntamos: "por que, Senhor?" Ou: "onde está Deus que não me protege?". Isto é diferente de blasfemar. É a pergunta do fiel, que busca o Senhor, com fé e esperança e pergunta: "Por que, Senhor? O que o Senhor quer de mim neste momento de provação?" E Deus, freqüentemente mostra o que quer e onde ele estava quando pensávamos que estávamos sozinhos. Ele estava ali, bem ao lado. Agindo em silêncio, como a brisa suave numa manhã.

DEUS nem sempre age por tormentas e terremotos. Ele nem sempre age com grandes mudanças nas nossas vidas. Na maioria das vezes ele age silenciosamente, sem ser notado pela maioria. Apenas seus filhos vão perceber a ação do Pai. Pois ele age no nascer do Sol e na chuva que cai fecunda. Ele age na comida que nos alimenta e também com seus anjos a guardarem nossos caminhos. Quando estiver pensando que está só, lembre que Deus quase sempre age em silêncio. Confie! Busque alívio na Bíblia e saiba que o Pai nunca abandona os seus. Ele jamais fez isto e não vai começar justamente por você. Amém.

Meu amado Pai, quantas vezes me senti só e foi justamente quando encontrei a tua Palavra, encontrei conforto. Nunca me abandones. Envia teu Espírito Santo pra iluminar meu coração e minha razão, para eu compreender que teus filhos nunca serão abandonados. Amém.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Que Dor de Cabeça

QUE DOR DE CABEÇA

"Ó Senhor Deus, eu te louvarei com todo o coração e contarei todas as coisas maravilhosas que tens feito." (Salmo 9.1)

QUE sensação boa a alegria! Alegria pura e simples. Você já passou um ou dois dias com aquela dor de cabeça chata? Tomou alguns remédios pra ver se a dor passava e nada. No fim você já estava se acostumando com a dor, que "nem era tão incômoda assim"... Ela ia e voltava. Às vezes mais forte, outras mais branda. De repente, em algum momento, você percebe que a dor passou. Você se enche com uma nova sensação: uma alegria que você não sabe bem de onde vem e conclui que só pode ser porque a dor passou. E é mesmo. É o alívio, porque ao contrário do que você já estava se forçando a acreditar, a dor era ruim e incômoda sim.

O Salmo 9 expressa uma alegria maior do que aquela experimentada por pessoas que são livradas de suas dores. Expressa alegria de poder ter certeza de que Deus está ao lado. De que ele protegerá e será amparo em todo tempo: de dor, tribulação, perigo, morte ou simplesmente no dia-a-dia.

A verdadeira alegria e livramento vêm apenas de Deus. Porque ele tira algo que, quase sempre, nem parece estar incomodando: o pecado. Mas ao contrário do que pensamos o pecado não é como uma dor que já estamos acostumados. Ele é como um câncer silencioso, que vai "comendo" por dentro, sem dar mostras, até que se apresente fatal. Por isso precisamos de "exames periódicos" para nos livrar deste "câncer". Para evitar que ele se agrave e nos destrua de uma vez por todas. A cura: é Jesus Cristo! Amém.

Quanta alegria meu Deus: saber que teu Filho Jesus Cristo me livra de todo pecado. Leva-me sempre para perto de ti, onde tua Palavra e teus Sacramento me encherão de uma nova vida, pois por mim mesmo estou condenado à morte eterna. Por Jesus Cristo, o teu Filho. Amém.


 

Pjh

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

O Louvor Verdadeiro

O LOUVOR VERDADEIRO

"Ó Senhor, Senhor nosso, a tua grandeza é vista no mundo inteiro. O louvor dado a ti chega até o céu e é cantado pelas crianças e pelas criancinhas de colo." (Salmo 8.1)

ÀS crianças são associadas honestidade e verdade, no agir e no expressar-se. A criança aprende a mentir mais tarde. Ela não nasce sabendo mentir. Aprende com os adultos ou com seu próprio desenvolvimento. A falsidade é aprendida, por exemplo, quando toca o telefone, a criança atende e chama: — Pai! O pai responde: — Diz que não tô. Que mau exemplo!

QUANDO as crianças têm algo pra dizer, dificilmente deixam de dizê-lo. Quando gostam de alguém, demonstram isto por palavras e gestos de carinho. Quando acham algo bonito, o dizem também. Também não disfarçam quando estão tristes, elas choram. Não têm a capacidade de disfarçar sentimentos, como os adultos desenvolvem. Aliás, triste capacidade: enganar os outros para que pensem que se gosta deles. Talvez quem o faça, nem saiba o mal que está causando.

NA Bíblia, o próprio Jesus afirma que quem não o receber como uma criança, jamais entrará no Reino do céu (Marcos 10.15). Porque as crianças são sinceras no seu "crer". Elas acreditam em seus pais. As crianças amam seus pais amorosos. E nós todos temos motivos para confiar em Deus mais do que os filhos confiam em seus pais. Afinal, Deus enviou seu único Filho para salvar o pecador. Agora ele espera que nós vivamos como verdadeiros filhos, confiando nele de todo coração. Ele que enviou Jesus Cristo e que nos dá a vida eterna. Amém.

Meu Pai amado, quero confiar em ti, como as crianças confiam nos pais. Quero te louvar, como as crianças mostram alegria. Para isto preciso do teu Espírito Santo, pois meu pecado me afasta de ti e me torna falso em minha fé. Livra-me da falsidade e me torna fiel. Amém.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

feliz natal

FELIZ NATAL

"E fez isso para que, pela sua graça, nós sejamos aceitos por Deus e recebamos a vida eterna que esperamos." (Tito 3.7)

O texto de Tito 3.4-7 lembra que ninguém merece nada da parte de Deus. Nem se quer uma lembrança ou um olhar. Ao nascer, estamos condenados e por mais que façamos, nunca mereceremos nada de bom. Mas Deus amou tanto os seres humanos, que mandou Jesus Cristo para salvar.

Jesus nasceu no primeiro Natal por causa da grande compaixão de Deus por nós. Estávamos perdidos e condenados. Mas Deus nos encontrou e libertou da escravidão do pecado e nos trouxe para sua luz. O Espírito Santo nos trouxe à fé e nos lavou. Agora temos comunhão completa com Deus Pai. Somos aceitos por Deus e temos como herança a vida eterna.

Enquanto muitos andam por aí preocupados apenas em conquistar coisas para este mundo, nosso pai nos ensina olhar além. Olhar para além de nossos muros e mais ainda: olhar para além de nossas vidas, para a vida depois desta vida. Se nós cremos em Jesus Cristo e estamos vivendo esta fé, não há o que temer, estamos com Deus. E se estamos com Deus neste mundo, nada nos derrotará.

Neste Natal lembre-se disto: Jesus Cristo veio não para fundar uma religião. Ele veio para salvar os pecadores de todos os seus pecados. Ele quer você e todos os seus parentes e amigos com ele na vida eterna. Não desperdice este convite. Atenda, pois o Senhor está chamando. Ele quer entrar na sua vida e fazer de cada dia um Feliz Natal. Natal é Jesus no nosso coração. Amém.

Sou feliz por ter o Senhor em minha vida. Sou feliz pois tu me chamaste das trevas à luz. Não permitas que eu me esqueça do verdadeiro motivo do Natal e que venha a cair da fé. Fica comigo hoje e por toda a eternidade. Em nome do meu Salvador Jesus Cristo, amém.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

“O Grito”


"Ó Senhor, meu Deus, em ti encontro segurança. Salva-me, livra-me de todos os que me perseguem." (Salmo 7.1)

Nestes tempos de insegurança, verdadeira proteção só pode ser encontrada em Deus. A maldade ronda a todos, sem distinção, inclusive aos fiéis servos de Cristo. A diferença está no jeito que um e outro enfrenta tais momentos difíceis, e por vezes, decisivos na vida.

Os que não têm Jesus vão enfrentar a insegurança e a maldade humana, lutando com suas próprias forças. Tentando de tudo para proteger-se e guardar seus tão preciosos bens materiais. Bens estes, que esquecem, desaparecerão. Tentam fazer tudo "num dia só", pois a vida é breve e a qualquer momento um bandido pode aparecer. Ou pode ser uma enfermidade. E eles temem não ter tempo pra fazer tudo que "precisam" fazer.

Já os que têm Jesus vão enfrentar insegurança e maldade também, mas de uma forma diferente: sabendo que Deus está ao seu lado e os protegerá. Sabendo que com as próprias forças não poderão jamais superar a maldade, mas que Deus estará sempre ali para proteger. E mesmo que lhes sobrevenha a morte, podem enfrentar aquele momento com brandura e mansidão, afinal, Jesus lhes garantiu a vida eterna ao morrer e ressuscitar.

Quem tem Deus no coração está mais seguro, mesmo em tempos tão violentos. Não anda sem caminho. Anda no caminho que leva à vida eterna: Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador da humanidade, que morreu na cruz para dar a vida eterna e que protege a todos que buscam seu auxílio. Com sempre fez. Amém.

Pai de amor! Tenho medo de sair às ruas. Tenho medo de não voltar em segurança para casa. Sei que a violência se multiplica e peço: envia teus santos anjos para me guardarem em todos os meus caminhos. Que eu possa sempre estar seguro diante da tua face. Por Jesus. Amém.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

o castigo de amor

O CASTIGO DE AMOR

"Ó Senhor Deus, não me repreendas quando estiveres irado! Não me castigues no teu furor." (Salmo 6.1)

Quando alguém está irado, tende a ser mais agressivo. Tende a fazer coisas das quais se arrependerá mais tarde. O salmista sabe disto e, certamente, ele mesmo agiu assim muitas vezes. Na Bíblia se atribui características e sentimentos humanos a Deus. E neste salmo pede-se que Deus não repreenda quando estiver irado.

O salmista não pede para não ser repreendido, mas pede que isto aconteça com brandura. É a prece de alguém que é fiel a Deus e que reconhece sua total incapacidade de fazer a vontade do Pai, da forma que ele exige. Reconhece que peca muito e diariamente, por isso pede que Deus o repreenda com brandura. Que mostre o caminho que deve seguir. A imagem é de um pai ou uma mãe que ama muito seu filho. Eles jamais querem repreender o filho. Querem sempre elogiar e fazer tudo que puderem para ele estar bem. Porém, em certos momentos, é preciso mostrar que o filho está errado. É preciso repreender e impor limites, para que no futuro, aquela criança não venha a ser uma pessoa desnorteada e acabe se perdendo física e espiritualmente.

Do mesmo modo, Deus nos repreende quando estamos no erro. Ele não quer que nós nos percamos. Quer que andemos nos seus caminhos até o dia da vinda de Jesus Cristo. Enquanto isto não acontece, Deus lembra: "O Senhor Deus me ouve quando choro; ele me escuta quando peço ajuda e atende as minhas orações." (vs. 8-9). Creia em Jesus, pois Deus atende suas preces. Amém.

Pai de amor! Sei que muitas vezes preciso de tua repreensão e sei que tudo isto serve para me manter no bom caminho da fé em Jesus. Obrigado pelas vezes que fui repreendido em minha vida. Cada vez que eu estiver me desviando, traz-me de volta, por Jesus, teu Filho amém.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

A Dor da Alma


"Ó Senhor Deus, ouve as minhas palavras e escuta os meus gemidos!" (Salmo 5.1)

Gememos! Às vezes silenciosamente, às vezes com ruídos de dor. Gememos por motivos diversos: falta de dinheiro, de trabalho, de amigos verdadeiros, de esperança... Gememos de dor ou de agonia. Pois parece não haver solução para nossos problemas.

Mas há sim! Há solução para todos os problemas. Principalmente, há solução para os problemas da alma, que afligem milhões de pessoas. Talvez a você também. Talvez hoje o dia pareça mais pesado que os demais. Se é assim busque ajuda na Palavra de Deus, pois ela orientará você e indicará o caminho certo a seguir. Mas não olhe para a Bíblia apenas como um manual de instruções. Ela não é isso. Ela é mais, é a Palavra de Deus que ensina o caminho para a vida eterna. É o livro que mostra o Salvador Jesus, que traz esperança, onde havia desespero. Mostra alegria verdadeira, onde havia apenas gemidos.

O salmo cinco mostra o que é necessário para parar de gemer: "Ó Senhor Deus, ajuda-me a fazer a tua vontade e faze com que o teu caminho seja reto e plano para mim! Que os meus inimigos vejam que tu estás comigo!" (v. 8). É necessário estar diante de Deus, despido de desculpas. Estar diante de Deus arrependido dos pecados e com o sincero desejo de servir a Deus e ao próximo. Porque Jesus Cristo dá a vida eterna aos que têm fé nele. E ele veio para servir ao próximo, assim como espera que cada um sirva ao próximo e a Deus. Aliviando os gemidos dos outros, como nós mesmos somos aliviados. Amém.

Meu Pai de amor, muitas vezes tenho gemido em silêncio as dores do meu dia. Por outro lado, muitas vezes tenho notado a tua presença comigo, justamente nestes momentos. Ajuda-me a andar no teu caminho e mais amar a ti e ao próximo, e que unidos vivamos em Cristo. Amém.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Consciência Tranquila


"Ó Deus, defensor dos meus direitos, responde-me quando eu te chamar! Eu estava em dificuldade, mas tu me ajudaste. Tem misericórdia de mim e ouve a minha oração!" (Salmo 4.1)

Nada pior que uma consciência intranqüila. Perde-se a alegria. Projetos não vão adiante. Pois a consciência não se tranqüiliza sozinha. Quem não tem a consciência tranqüila, também não tem paz. Não consegue colocar a "bola pra frente" ou "dar a volta por cima".

O salmista chama os amigos e inimigos para estar na presença de Deus: "Tremam de medo e parem de pecar. Sozinhos e quietos nos seus quartos, examinem a sua própria consciência." (v. 4). O Salmo começara pedindo a ajuda de Deus assim como ele tinha feito no passado. O mesmo Salmo mostra que há muitos que se lembram de Deus apenas em momentos difíceis: "Há muitas pessoas que oram assim: 'Dá-nos mais bênçãos, ó Senhor Deus, e olha para nós com bondade!" (v. 6). Deus quer ajudar nos momentos difíceis sim, mas ele espera que os seus filhos não lhe virem as costas quando chegar a bonança. Ele quer continuar agindo para o bem dos seus filhos. Tranqüilizando a consciência.

Se a sua consciência lhe acusa, se falta o perdão, busque auxílio e perdão em Deus e procure o perdão de quem você ofendeu. Se seu irmão já te perdoou, se você realmente se arrependeu, talvez o que esteja acontecendo é que sua razão não compreende como pode haver perdão pra você. Mas há! Se você não conseguiu se perdoar. Busque forças na Bíblia e você terá paz e tranqüilidade. Em Jesus há perdão. Amém.

Pai amado, vivo dias difíceis... Os problemas me rodeiam e o pior é que muitas vezes eu tenho pecado contra ti e contra meu irmão e minha consciência me acusa. Perdão Senhor. Dá-me dias melhores, onde eu possa amar mais a ti e ao irmão ao lado. Por meu amado Jesus. Amém.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Os Inimigos


"Ó Senhor Deus, tenho tantos inimigos! São muitos os que se viram contra mim!" (Salmo 3.1)

Quem já não se sentiu perseguido como o rei Davi? Neste caso, quando escreve o texto, ele estava sendo perseguido por seu filho Absalão. O filho queria se tornar rei em seu lugar e o perseguia. Davi tinha que fugir do inimigo que nasceu dentro de sua casa: seu amado filho.

No dia-a-dia temos que fugir de muitos inimigos. Eles não querem reinar em nosso lugar. Talvez eles não se apresentem como nossos filhos ou amigos. Talvez sim. Os nossos inimigos querem nos derrotar na batalha contra as tentações. Nossos inimigos, às vezes, se ocultam atrás dos mais atraentes convites. Eles nos procuram com palavras carinhosas, mas o que querem é nos afastar de Deus. Aliás, tudo que nos afasta de Deus é inimigo nosso. Seja uma festividade, seja um compromisso, seja o que for; se tomar o lugar do culto a Deus, da leitura da Palavra Eterna, está tomando um lugar que deveria ser de Deus em nossa vida.

Davi, no Salmo 3.3-4 diz: "Mas tu, ó Senhor, me proteges com um escudo. Tu me dás a vitória e renovas a minha coragem. Eu chamo o Senhor para me ajudar, e lá do seu monte santo ele me protege." Nós podemos ter a mesma confiança que Davi: se permanecermos perto de Deus, nenhum inimigo nos derrotará. Deus mandará seus anjos cuidarem de nós e nos levará à vitória final. Vitória esta que já foi conquistada por Jesus Cristo, quando morreu na cruz em nosso lugar. E Jesus te chama para perto dele. Não se afaste daquele que te guarda. Amém.

Senhor dos Exércitos, Deus de força e poder, os inimigos são muitos e me cercam para me afastar de ti. Por isso ó Pai, manda tua proteção e teu amparo. Dá-me forças com tua Palavra e com o Espírito Santo que prometeste aos teus filhos. Por teu Filho, Jesus Cristo. Amém

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Guerra Diária


"Por que as nações pagãs planejam revoltas? Por que os povos fazem planos tão tolos?" (Salmo 2.1)

O povo de Israel era o "Povo de Deus", que era governado por um rei escolhido por Deus. Quando os outros povos guerreavam contra Israel, naturalmente eles estavam fazendo a guerra contra o próprio Deus.

No Salmo 2, o salmista exalta a proteção divina dada a Israel, seu rei e seu povo. Lembra que com a presença de Deus, mesmo que os outros reis ataquem, Israel será sempre vencedor. Porém não foi só de vitórias a história bélica de Sião. Por muitas vezes aquele povo se afastou de Deus e de sua palavra. Voltaram-se justamente para aqueles deuses que Deus condenava. E naqueles momentos de idolatria, foram levados ao chão. Porém antes da derrota sempre eram alertados por Deus. Deus mandava sua mensagem para tentar trazer de volta o povo. Alguns voltavam, outros não.

As guerras da sua vida? Contra os inimigos que lhe rodeiam. Você conta com Deus na frente de batalha? Se Deus está fora da batalha o insucesso é certo. Então por que agir sem Deus? Sem Deus os inimigos lhe derrotarão. As tentações serão impossíveis de suportar, aliás, você nem mesmo perceberá que está sendo tentado. Você se afastará de Deus e, conseqüentemente, se afastará do perdão dos pecados e da salvação eterna.

Jesus quer proteger você em todos os caminhos e em todas as batalhas diárias. Ele vai fortalecer você na palavra da Bíblia. Ele vai amparar você em momentos de tristeza e desamparo. Porque com Jesus a vitória é certa. Amém.

Ó Pai Eterno tu sabes quão difíceis são os dias atuais. Por vezes parece que estamos em guerra contra inimigos de todos os lados. Tudo quer nos derrotar. Por isso peço Senhor: alivia meus dias com tua proteção e o teu amparo. Assim terei vitória plena com Jesus. Amém.

 

domingo, 14 de dezembro de 2008

A Verdadeira Felicidade


"Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que não querem saber de Deus e que não se juntam com os que zombam de tudo o que é sagrado!" (Salmo 1.1)

A felicidade é perseguida incansavelmente. Parece que tudo justifica o "ser feliz". Mas muitas vezes as pessoas estão procurando no lugar errado. Buscam felicidade em bens. Buscam felicidade em prazeres passageiros. Nas festas e oportunidades que o mundo oferece.

Festejar é muito bom. Ter amigos e bens também é bom. Por exemplo, o dinheiro pode ajudar muito no caso de uma doença. Mas nada disto garante a felicidade do ser humano. Por mais que se tenha amigos e bens, por mais que haja festas e prazeres, ainda fica um vazio causando tristeza. E este vazio só pode ser preenchido por Deus.

Com Deus se tem a felicidade real. Felicidade plena e duradoura. Por isso, felizes aqueles que não se juntam dos que não querem saber de Deus. Estes têm a verdadeira felicidade. Mesmo que faltem amigos, eles sempre terão o Amigo Jesus. Mesmo que faltem os bens, Deus estará do lado deles e protegerá sempre. Mesmo que falte a saúde, a vida eterna é garantida por causa da fé em Jesus Cristo. Estas pessoas são as que são realmente felizes. E ao contrário do que o mundo pensa, elas se divertem também. Elas vão aos cultos... Falam com Deus. Elas fazem suas festas e dançam alegres a certeza de que Deus está com elas. Mas no fim da festa sua alegria não termina. Ela continua, porque tais pessoas sabem que Deus está com elas.


 

Senhor Deus envia o Espírito Santo para me tornar realmente feliz. Que eu possa ler tua Palavra e conduzir minha vida com tua orientação. Assim, sei que viverei feliz sempre. E a cada novo dia o teu sol iluminará meu caminho. Sempre me fazendo feliz. Por Jesus, amém.