terça-feira, 29 de setembro de 2009

Fp 4.10-20 - Texto bíblico comentado

Paulo acompanhado por Jesus

Neste texto vemos o Apóstolo Paulo, que escreve, movido pelo Espírito Santo, para agradecer aos Filipenses por sempre terem estado do seu lado nos momentos bons e ruins.
Ele diz:

Fp 4.10-20 [10]Na minha vida em união com o Senhor, fiquei muito alegre porque vocês mostraram de novo o cuidado que têm por mim. Não quero dizer que vocês tivessem deixado de cuidar de mim; é que não tiveram oportunidade de mostrar esse cuidado. [11]Não estou dizendo isso por me sentir abandonado, pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho.

O apóstolo agradece por todo apoio que aquelas pessoas têm lhe dado. Nos momentos difíceis, eles foram a sua força. E com isso Paulo nos dá também um grande exemplo: é necessário reconhecer e agradecer às pessoas que Deus coloca em nosso caminho, para nos ajudar.
Segue o apóstolo:

[12]Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo de me sentir contente em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco.

Aí está algo que precisamos aprender novamente: estar feliz em qualquer situação. A mídia quer nos fazer crer que as coisas dos outros são sempre melhores. Que a grama do vizinho é sempre mais verde. Que a casa daquele artista é melhor que a minha. Que o meu celular não presta mais e muito menos minha esposa ou meu marido...
Paulo aprendeu a estar feliz com o que tinha. E agradecia a Deus por tudo. E disse mais:

[13]Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação.

Aí está o segredo: com Cristo enfrentaremos os problemas e as tribulações. Talvez as tribulações estarão conosco a vida toda. Isso não significa que Deus nos abandonou. Se sofrimento fosse sinal de abandono de Deus, teríamos que tirar da Bíblia: Paulo, que sofreu muito, a viúva pobre, o profeta Jeremias e tantos outros, praticamente todos os primeiros cristãos e apóstolos, que foram mortos por causa de Cristo.
Mas hoje as pessoas esquecem que Jesus disse: “tome a sua cruz e me segue”. Elas querem gritar: eu não aceito isso, ou não aceito aquilo, e seguem dando ordens ao Senhor. Esquecem que Paulo disse que a força não vem de nós, mas de Cristo.
Segue o apóstolo com sua gratidão:

[14]Mesmo assim vocês fizeram bem em me ajudar nas minhas aflições. [15]Vocês, filipenses, sabem muito bem que, quando eu saí da província da Macedônia, nos primeiros tempos em que anunciei o evangelho, a igreja de vocês foi a única que me ajudou. Vocês foram os únicos que participaram dos meus lucros e dos meus prejuízos. [16]Em Tessalônica, mais de uma vez precisei de auxílio, e vocês o enviaram. [17]Não é que eu só pense em receber ajuda. Pelo contrário, quero ver mais lucros acrescentados à conta de vocês. [18]Aqui está o meu recibo de tudo o que vocês me enviaram e que foi mais do que o necessário. Tenho tudo o que preciso, especialmente agora que Epafrodito me trouxe as coisas que vocês mandaram, as quais são como um perfume suave oferecido a Deus, um sacrifício que ele aceita e que lhe agrada. [19]E o meu Deus, de acordo com as gloriosas riquezas que ele tem para oferecer por meio de Cristo Jesus, lhes dará tudo o que vocês precisam. 20Ao Deus e Pai seja dada glória para todo o sempre! Amém!

E a gratidão final é a Deus, que acompanhou tanto Paulo, quanto aos filipenses. Todos agiram movidos por Cristo, pelo amor ao próximo.
Cabe a cada um de nós, olhar aos outros com o mesmo amor. Acompanhando os outros naquilo que pudermos. E sabendo também que Jesus está sempre acompanhando aqueles que são dele. Amém.