quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Vivamos a nova vida

Rm 6.1-11

1º Domingo após Epifania

 

Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês! (2Co 13.13).

Sl 29 / Is 42.1-9 / Rm 6.1-11 / Mt 3.13-17

A Paz do Senhor esteja com vocês. Amém.;

Queridos irmãos em Jesus...

Um dos momentos mais bonitos na vida do ser humano é o seu nascimento. Talvez não pra ele mesmo, mas certamente é para aquelas pessoas que esperam pelo seu nascimento.

Pro seu pai e sua mãe é um momento que jamais será esquecido: aquela criança tão esperada e já tão amada, finalmente vem ao mundo. Finalmente podemos ver seu rostinho e segurar em suas mãozinhas. Aquela vida é um presente de Deus. O Salmo 128 chama os filhos de “as flechas do guerreiro”.

Mas aquele ser humano que acabou de nascer, já nasceu condenado. Como nos lembra Davi, no Sl 51.5: “De fato, tenho sido mau desde que nasci; tenho sido pecador desde o dia em que fui concebido.”

Nós nascemos pecadores e, apesar de recém-nascidos, este pecado nos levará à morte física e pode levar à morte eterna. Estaríamos eternamente condenados, se Deus não tivesse mostrado uma solução: a nova vida em Cristo.

Se de Deus ganhamos nossa primeira vida, por meio de nossos pais, de Deus também ganhamos nossa nova vida, por meio de Jesus Cristo, pois é somente Deus que nos dá a nova vida em Cristo.

Como é esta nova vida?

60-Jesus e NicodemosPoderíamos perguntar como Nicodemos: “Como é que um homem velho pode nascer de novo? Será que ele pode voltar para a barriga da sua mãe e nascer outra vez?”

Não. Não é assim que Deus planejou. Não é necessário voltar ao ventre da mãe, para nascer de novo.

A nova vida é recebida por meio da fé em Jesus Cristo. Como Deus revela ao apóstolo Paulo em Gl 2.209: “Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim.” Esta é a nova vida.

Sem dúvida o primeiro nascimento é lindo. Inesquecível. Mas esta primeira vida começa escrava do pecado, mesmo antes de nascer e consequentemente está condenada ao inferno. Sem Cristo não há esperança para esta vida... Por mais que tentemos, jamais seremos merecedores da nova vida que leva à vida eterna. Pois nascemos escravos do pecado e sozinhos não podemos nos livrar.

É Deus que dá a nova vida e liberta do poder do pecado. Contudo isto não quer dizer que não somos mais pecadores. Quer dizer que não somos mais dominados pelo pecado. Que fomos libertados. Somos novas criaturas. Dominados pela graça de Deus.

Isto é ótimo para os fiéis verdadeiros, mas é péssimo para aqueles que se dizem cristãos e querem continuar vivendo em seu pecado. Pois não há mais desculpas. Não existe a “carne fraca”. Aqueles que nasceram em Cristo não são dominados pelo pecado. São dominados pela graça de Deus que quer afastar-nos do pecado cada vez mais. E trazer cada vez mais para junto de Deus e dos demais crentes, para vivermos em comunidade a nova vida.

Queridos irmãos e irmãs, nós fomos libertados do poder do pecado, por isso (Cl 3.5) “matem os desejos deste mundo que agem em vocês, isto é, a imoralidade sexual, a indecência, as paixões más, os maus desejos e a cobiça, porque a cobiça é um tipo de idolatria.” E também (Cl 3.9): “Não mintam uns para os outros, pois vocês já deixaram de lado a natureza velha com os seus costumes.”

Queridos irmãos e irmãs em Cristo, fomos libertados destas coisas; Não há como permanecer nelas. Quem conscientemente permanece em seus pecados não é realmente renascido de Cristo. Ainda é escravo do pecado.

Lembrem-se que Deus oferece a nova vida a todos.

Quando alguém, por meio da fé, recebe Jesus Cristo, Deus insere esta pessoa na nova vida. Primeiro ele liberta do poder do pecado, unindo a pessoa com a morte de Cristo na cruz. Não que morramos com Cristo, mas por causa de Cristo, pela fé nele, recebemos sua vitória sobre o pecado, conseguido na cruz.

Com esta vitória somos declarados justos diante dos olhos de Deus e somos libertados para viver uma nova vida neste mundo, nos preparando para a vida eterna, onde nenhum mal nos tocará.

batismo2A nova vida é agradável a Deus; Não porque nós mesmos sejamos agradáveis, mas porque ele nos torna agradáveis a ele, dando a cada filho seu a verdadeira fé em Jesus Cristo. Nos unindo com Cristo em sua morte e ressurreição. Afinal “... vocês sabem que, quando fomos batizados para ficarmos unidos com Cristo Jesus, fomos batizados para ficarmos unidos também com a sua morte.” (Rm 6.3).

Nascemos uma vez, mas nascemos condenados.

Mas aquele que crê em Jesus já nasceu uma segunda vez. Esta nova vida receberá, no seu final, a fida eterna. Pois Jesus mesmo afirmou isto dizendo: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá.” (Jo 11.26-27).

Deus nos dá a nova vida.

Fomos libertados do poder do pecado e assim fomos trazidos à nova vida. Uma vida plena, abundante e maravilhosa de se viver. Uma vida com Deus aqui nesta terra. Em segurança, mesmo em meio à mais terrível violência. Em felicidade, mesmo nos momentos de maior tristeza.

Uma vida de vívida esperança e comunhão com Deus, pois a vida eterna já está garantida para quem crê em Cristo.

O que Deus espera de nós nesta nova vida?

Espera que não aproveitemos nossa nova vida para nos lançarmos novamente no pecado. Isto seria estupidez.

É como um preso condenado à morte que recebe perdão completo e sai livre. Então, a primeira coisa que faz, é cometer os mesmos crimes que o levaram à primeira condenação.

O Pai espera que sejamos responsáveis em nossa nova vida. Que vivamos unidos com ele e conscientes de nossas responsabilidades na igreja e na sociedade onde estamos inseridos. Deus espera que vivamos uma vida exemplar em palavras e obras. Para que outros, vendo nossa nova vida, possam também ser iluminados pelo Espírito Santo e trazidos à fé verdadeira em Jesus Cristo.

Isto é ser sal da terra e luz do mundo. É viver a nova vida no dia a dia, não somente quando vamos à igreja.

Queridos irmãos vocês foram libertados do poder do pecado. Essa liberdade é um presente gracioso de Deus para cada um de vocês. Agradeçam diariamente por este presente. Façam da nova vida de vocês uma vida iluminada e não queiram novamente se atirar nas trevas de Satanás.

E vocês também sabem que nesta nova vida Deus não nos abandona à deriva em meio aos perigos do mundo. Ele está conosco diariamente. Ele vem a nós em sua Palavra que fortalece a fé daqueles que a ouvem e praticam. Ele vem a nós na Santa Ceia e no Batismo que nos fortalece a fé e nos atribui a vitória de Cristo.

Deus nos deu nova vida por meio de Jesus Cristo. Vivamos nossa vida à espera da vida eterna que também já está garantida, no nome de Cristo. Amém.

E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. Amém. (Fp 4.7)

Pastor Jarbas Hoffimann – Nova Iguaçu-RJ

Soli Deo Gloria