domingo, 30 de dezembro de 2018

Perdão para um ano novo abençoado - pregação

Textos do dia:
Sl 111
Êx 13.1-3a, 11-15
Cl 3.12-17
Lc 2.22-40


      Nos capítulos 1 e 2 de Colossenses, o Apóstolo Paulo trata da doutrina que deve ser seguida na igreja cristã. Colossenses é, nas palavras de Lutero, um breve resumo daquilo que é tratado mais demoradamente na carta aos Efésios.
      O primeiro capítulo de Colossenses poderia ser resumido assim:
“Primeiro, o apóstolo elogia os colossenses, desejando-lhes que continuem e cresçam na fé. Ressalta o que é o evangelho e a fé, a saber, uma sabedoria que reconhece a Cristo como Senhor e Deus, por nós crucificado, sabedoria esta que está oculta para o mundo e que agora foi revelada por meio do seu ministério.” (Lutero)
      Já no segundo capítulo, Paulo “adverte contra doutrinas humanas que o tempo todo se opõem à fé”. E Paulo descreve estas heresias em Colossenses, como não aparece mais em lugar nenhum da Bíblia.
      Então entramos ao terceiro capítulo, de onde é escolhido o texto de hoje. Um capítulo prático, no qual o Apóstolo descreve a vida cristã do dia-a-dia.
Vocês são o povo de Deus. Ele os amou e os escolheu para serem dele. Portanto, vistam-se de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência. (Cl 3.12)
      Deus nos escolheu. E esta escolha é feita em Cristo. Ninguém, fora da fé em Cristo, é escolhido. Ninguém, fora da fé em Cristo, terá a salvação.
      Paulo exorta a viver esta fé na prática, como misericórdia, bondade, humildade, delicadeza e paciência... Coisas que tanto faltam hoje em dia...
      As pessoas só têm misericórdia de seus amigos e conhecidos. São bondosas com quem tem bondade com elas. Em vez de ter humildade, cada um quer ser mais do que o outro... Vivemos uma sociedade orgulhosa, egoísta... Onde também não há delicadeza no trato com as pessoas e a paciência já faz tempo que foi embora.
      Estas virtudes, porém, não vêm da própria pessoa. Não é por esforço. É dom de Deus. Talvez, por isso, estejam desaparecendo na mesma medida que as pessoas estão se afastando de Deus. Conforme as igrejas esvaziam, o desamor aumenta. As pessoas pensam só em si mesmas... Se isolam em seu mundinho virtual onde elas são o seu próprio deus. E se dão mal.
      Segue Paulo:
Não fiquem irritados uns com os outros e perdoem uns aos outros, caso alguém tenha alguma queixa contra outra pessoa. Assim como o Senhor perdoou vocês, perdoem uns aos outros. E, acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas. (Cl 3.13-14)
      Perdão.
      Ano novo é hora de olhar para frente. Mas é também tempo de olhar para trás. Se você não procurar perdoar e viver o perdão, você também não tem perdão do Senhor. “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos.” Se você não perdoa, está renegando o perdão de Cristo para sua vida. Depois começa tudo a desandar e você não sabe porquê.
      Está brigado com o pai, ou com irmão... Que são ferramentas que Deus colocou na sua vida, para te ajudar e para que você também possa exercer sua fé, ajudando... Mas por uma pirraça e orgulho idiota, você prefere “nem conversar”.
      Sinto em te dizer, se é que você não sabe, mas se você não perdoa, está indo a passos largos para a condenação. Porque está rejeitando o perdão de Deus para sua vida.
      Está afastando-se do amor de Deus... Este amor que a tudo pode consertar. Não existe briga grande demais. Não existe rancor intransponível. O Senhor nos ama para que nós também amemos uns aos outros, seja da família, seja de outro círculo de convivência.
      Só assim viveremos o que segue nos versículos 15 a 17:
E que a paz que Cristo dá dirija vocês nas suas decisões, pois foi para essa paz que Deus os chamou a fim de formarem um só corpo. E sejam agradecidos. Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração. E tudo o que vocês fizerem ou disserem, façam em nome do Senhor Jesus e por meio dele agradeçam a Deus, o Pai.
      Só com o amor de Deus em nossa vida, viveremos em paz uns com os outros.
      Só com paz em casa e na congregação, conseguiremos ser “um só corpo”.
      Só entendendo tudo que Deus fez por nós, com a morte e ressurreição de Jesus é que verdadeiramente seremos “agradecidos”.
      Só vivendo esta paz e este amor é que “a mensagem de Cristo” viverá em nossa vida e seremos testemunhas vivas do Deus que quis tanto salvar os seres humanos, que enviou seu filho, para que nós tenhamos a vida eterna.
      Aí também nosso viver na igreja será de ensino, hinos de louvor, oferta com gratidão no coração, pois tudo que fizermos, estaremos fazendo em nome do Senhor Jesus.
      Se vocês têm alguma pendência de 2018 para resolver, resolvam agora. Não esperem para pedir perdão no velório. Peçam perdão e perdoem, como Cristo perdoou a cada um de nós e sejam gratos por ter uma família, uma igreja e a Salvação para a vida eterna.
      Assim, será, de fato, um abençoado e feliz 2019.
      Amém.

Rev. Jarbas Hoffimann

Congregação Castelo Forte
Nova Venécia, ES
Igreja Evangélica Luterana do Brasil