sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Por onde andar?


      A foto acima foi tirada anteontem, perto do Santo Antônio, em Nova Venécia. Tinha chovido bastante nos dias anteriores. Meu tênis nunca tinha visto lama, pois só o usava para asfalto... Tava com a sola ainda bem branquinha...
      Daí eu pergunto, olhando para a foto, onde você pisaria? Ou voltaria para o asfalto, para não pisar na lama?
      Olhando para a foto, vemos uma parte mais molhada, que dá mais a impressão de que ali vai sujar mais. Daí nossa reação seria pisar na parte mais alta e menos úmida da estrada. Se você cresceu em locais onde nunca tem lama, talvez não perceba que um dos dois lugares é mais seguro do que o outro para se pisar...
      Se você for por seus olhos e imaginar que a parte mais seca é a melhor, acabará com o risco de afundar o pé inteiro na lama. É isso mesmo, a parte aparentemente mais seca é justamente a parte onde carros e motos não passam, então a terra se acumula e, nela, mesmo que não na superfície, a água está. Se você pisar na parte que diz para seus olhos: "estou mais seca", possivelmente terá uma resposta desagradável...
      Já a parte que está mais úmida, chegando a ter água, é "batida" e por isso pode pisar ali que nem lama agarra direito na sola dos sapatos. Há o perigo de escorregar, mas é menor do que na parte aparentemente mais seca.
      Olhando para os caminhos de sua vida, quantas vezes você já imaginou estar indo pelo caminho certo, quando viu, estava num atoleiro? Pra se livrar de um aparente problema, pra tentar (visualmente) resolver mais rápido, acabou indo pelo caminho mais sujo...
      Nem sempre, nos caminhos da vida, a gente vai perceber onde está mais perigoso e onde está mais seguro. Assim como caminhar nas estradas enlameadas requer experiência, viver também requer. Podemos e devemos aprender com nossos erros passados, para ter um futuro melhor. Insistir no erro é burrice. Simples assim. Segundo Einsten "insanidade é continuar fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes".
      Olhe os caminhos de sua vida. O que não tá funcionando bem, mude a forma de fazer. Às vezes é preciso derrubar para construir de novo.
      E nunca se esqueça que existe UM CAMINHO que é sempre seguro. Se você tem por objetivo alcançar a Vida Eterna, só há um caminho: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim." (João 14.6).
      Então, pise na lama... Suje seus pés... Brinque com sua família... Seja feliz... Mas nunca se afaste DO CAMINHO.
Rev. Jarbas Hoffimann

Congregação Castelo Forte
Nova Venécia, ES
Igreja Evangélica Luterana do Brasil