domingo, 8 de janeiro de 2012

Sermão–01/01/2012


1º Domingo após o Natal (Ano Novo) - 1º de Janeiro de 2012

A sabedoria vem de Deus

Texto Base: Sl 111

Salmo do Dia: Salmo 111
Antigo Testamento: Isaías 61.10-62.3
Epístola: Gálatas 4.4-7
Evangelho do Dia: Lucas 2.22-40
Queridos Irmãos, o Salmo 111, no seu último versículo, fala de Sabedoria. E muita gente confunde sabedoria com inteligência...
Certo Dia o Rei Salomão teve que resolver um caso muito difícil. Duas prostitutas tinham tido cada uma um filho, mas uma delas rolou para cima do seu filho durante a noite e o matou. Então ela pegou seu filho morto e o trocou pelo filho vivo de sua companheira de quarto. Como as duas discutiam pelo filho, foram até Salomão para que ele resolvesse a questão.
Salomão mandou cortar a criança viva em duas partes e dar metade para cada uma. A mãe verdadeira disse que não o cortasse, porque ela entregava seu filho à outra mulher. Já a outra disse:
— Cortem mesmo, se eu não vou ter um filho, ela também não terá.
Salomão não deixou cortar a criança e a entregou àquela que não deixou matar o menino, porque aquela era a mãe verdadeira. Esta história de sabedoria está registrada em 1Rs 3. É uma mostra de Sabedoria.
Sabedoria não é a mesma coisa que inteligência. Tem muita gente muito inteligente que não sabe aplicar seu conhecimento. Salomão não era só inteligente, mas era mais do que isso. Salomão era Sábio. Sua sabedoria veio do próprio Deus.
Um dia, quando Deus ofereceu o que Salomão quisesse ele pediu: “dá-me sabedoria para que eu possa governar o teu povo com justiça e saber a diferença entre o bem e o mal.” (1Rs 3.9).
Todos nós podemos ser extremamente inteligentes ou não. Podemos estudar dia após dia e acumular cultura e conhecimento. Podemos chegar a ter todos os diplomas possíveis, mas sabedoria poucos têm. Na maioria das vezes a sabedoria só vem com a experiência de passar por várias coisas.
Mas a verdadeira sabedoria só pode vir de um lugar: de Deus. Só Deus pode nos tornar sábios.
Por exemplo, depois que somos livrados de momentos difíceis nós podemos ficar mais sábios, se nestes momentos confiamos em Deus. Nós aprendemos a ter paciência nos momentos de sofrimento. Pois sabemos que Deus nunca nos abandona.
A sabedoria vem de Deus.
Deus nos torna sábios para vivermos melhor nossa vida terrena.
O cumprimento dos mandamentos de Deus traz sabedoria. Porque no cumprimento deles está cumprida a vontade de Deus. O Sl 25.8-10 diz: “O Senhor é justo e bom e por isso mostra aos pecadores o caminho que Devem seguir. Deus guia os humildes no caminho certo e lhes ensina a sua vontade. Ele é fiel e com amor guia todos os que são fiéis à sua aliança e que obedecem aos seus mandamentos.”
O Senhor nos ensina a viver melhor nesta terra. A levar uma vida melhor com nosso próximo e com Deus.
Mas é bom não esquecer: nós não estamos mais sob o jugo da Lei. Nós somos livres por causa de Jesus Cristo e por causa do amor ao próximo nós nos fazemos servos uns dos outros, em amor ao próximo e a Deus. Por causa de Jesus Cristo nós somos livres de tudo. E por causa do amor ao próximo nós cumpriremos os mandamentos de Deus. Até mesmo como exemplo de fidelidade ao Senhor.
Em nossa vida terrena virão as tempestades e os momentos de desespero, mas com Deus nunca seremos abalados porque “o Senhor é o meu pastor, nada me faltará.” (Sl 23.1) E “ainda que eu ande por um vale escuro como a morte, não terei medo de nada. Pois tu, ó Senhor Deus, estás comigo, tu me proteges e me diriges.” (Sl 23.4).
Nesta vida nós podemos até ser feridos, mas jamais seremos destruídos, como diz Paulo: “Muitas vezes ficamos aflitos, mas não somos derrotados. Algumas vezes ficamos em dúvida, mas nunca ficamos desesperados. Temos muitos inimigos, mas nunca nos falta um amigo. Às vezes somos gravemente feridos, mas não somos destruídos. Levamos sempre no nosso corpo mortal a morte de Jesus para que também a vida dele seja vista no nosso corpo.” (2Co 4.8-10).
Essa é a Sabedoria que Deus dá. Aquela sabedoria de viver segundo a vontade de Deus e assim ter uma boa vida terrena.
Mas a Sabedoria de Deus não é importante apenas para nossa vida terrena, ela vai além. Porque é a Palavra de Deus que pode nos tornar sábios para a vida eterna.
Deus não fica só nas palavras. Ele vem a nós pelo Batismo.
O Sacramento do Batismo nos lava do pecado. O Sacramento do Batismo nos entrega todas as conquistas de Cristo na cruz. Mediante o Batismo nós morremos com Jesus e “Se já morremos com Cristo, também viveremos com ele.” (2Tm 2.11). E o Batismo é uma vez por todas. Não há necessidade de um segundo batismo.
Para dar perdão e fortalecer a fé frequentemente, Deus nos dá o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo. Participar da Ceia é um testemunho de que nós cremos em Deus, como diz o apóstolo Paulo: “cada vez que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.” (1Co 11.26). Participando da Ceia nós estamos também testemunhando nosso Salvador Jesus Cristo.
Viver segundo a vontade de Deus é uma atitude sábia. Mesmo que o mundo diga o contrário. Para nosso mundo, ser sábio, ou ser esperto, é passar os outros para trás. É dar o jeitinho brasileiro. É ser desonesto. Mas para Deus ser sábio é outra coisa. Segundo nosso Deus, ser sábio é ouvir sua Palavra e praticá-la. “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver.” (2Tm 3.16).
Isso é sabedoria. A Sabedoria que Deus dá para nós vivermos melhor neste mundo e a sabedoria que dá a vida eterna. Ser sábio é ter fé em Jesus Cristo. Porque Cristo morreu por nós e perdoou nossos pecados. A Sabedoria de Deus vem pelo Batismo, Santa Ceia e sua Palavra. E ele oferece isso a nós todos os dias de nossa vida.
Que Deus nos dê sabedoria para vivermos bem aqui na terra, neste ano que começa e em todos os outros. Para nos prepararmos para o mundo que há de vir. Assim como fala o último versículo do Salmo 111: “Para ser sábio, é preciso primeiro temer a Deus, o Senhor. Ele dá compreensão aos que obedecem aos seus mandamentos. Que o Senhor seja louvado para sempre!”
E neste ano que começa daqui a 4 dias, possamos saber que Deus trabalha em nós e por meio de nós, para nos trazer sua sabedoria e levá-la a todos. Deus é o que mais precisamos no próximo ano. Porque Deus nos ama acima de todas as coisas e nos quer com ele aqui na terra e na vida eterna.
Amém.
Rev. Jarbas Hoffimann — Nova Venécia-ES, pastor da Igreja Evangélica Luterana do Brasil, da qual é membro da Comissão de Culto da IELB, diagramador e co-editor desta Revista.