quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Concílio no Espírito Santo - 9


a.       Isto implica em que se concentre exclusivamente na palavra; a fale e repita; a leia e releia; a compare com outros textos; a rumine para digeri-la; a esfregue qual erva aromática ou terapêutica para obter seus resultados.
b.      [...] se concentra nela, física, mental e emocionalmente para que a mesma chegue a seu coração, interior, o cerne da sua existência. Ali ele recebe o que Deus diz a ele e lhe dá em sua palavra. (Kleinig).
c.       Implica também que a vida devocional pessoal depende do envolvimento no culto público. Ela não é atividade mental, interna, mas, como o culto, uma encenação ritual externa e nele inspirada (Kleinig).
d.      Graff diz que meditação em nossos tempos não é palavra fácil de lidar. Ela chega ao mercado como oferta de solução [...] de problemas. Embora ainda tenha uma aura religiosa, a meditação[...] não é mais considerada somente uma atividade religiosa.
e.       Lembra ainda o alto valor dado por Lutero à meditação na palavra de Deus. No Prefácio ele diz preferir que todos os seus escritos permanecessem na obscuridade; e estar consciente do exemplo que dá ao publicá-los, por poderem vir a tomar tempo que se deveria dedicar à palavra de Deus. Mas o faz para que apontem para ela.
f.        E afirma que nenhum escrito pode guiar a meditação tão bem como a Escritura, isto é, como o próprio Deus o faz. Assim, como teólogos, devemos sentar-nos diante dos pés dos profetas e apóstolos e ouvir o que eles têm a nos dizer. E não são eles que devam nos ouvir.